FAMOSOS

Entrevista: atriz Renata Sorrah relembra momentos de sua ilustre carreira na TV

A atriz Renata Sorrah atuou em grandes produções da teledramaturgia brasileira. Confira a exclusiva com lembranças da carreira e sua última personagem!

None
Foto: Divulgação/GShow

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/05/2017 às 10:30
Atualizado às 17:33

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A atriz Renata Sorrah começou seu trabalho na televisão na antiga TV Tupi, mas, logo depois, migrou para a Globo e atuou em Assim na Terra Como no Céu (1970), de Dias Gomes.

Apesar de inúmeros papéis na televisão e no teatro, a personagem que mais marcou a carreira de Renata certamente foi a perversa Nazaré Tedesco, em Senhora do Destino (2004). A atuação de Renata foi digna de premiações e muitos elogios.

Confira, abaixo, a entrevista com a atriz sobre momentos de sua carreira e seu último personagem, Nora, na novela A Regra da Jogo:

Entrevista com a atriz Renata Sorrah

atriz Renata Sorrah interpretando a personagem Nazaré Tedesco na novela Senhora do Destino

A atriz durante uma gravação de cena interpretando uma de suas personagens mais famosas, a vilã Nazaré Tedesco, na novela Senhora do Destino. Foto: TV Globo/João Miguel Júnior

Carreira

“Entrei na televisão nos anos 70. A minha carreira de atriz é a minha vida. Virei mulher, tive uma filha, neto, amores, tudo junto com essa minha carreira. Tudo junto com o teatro. Eu sempre faço televisão e teatro juntos. Essas duas plataformas são maneiras que eu tenho de me expressar e chegar nas pessoas. Eu não tenho a menor mágoa de nada. Sou muito contente com tudo que aconteceu em minha jornada profissional. Eu sempre procuro aprender a cada dia, sempre procurando melhorar, a ver como é que é. Eu amo a minha profissão. Eu amo ser atriz! Então, está tudo certo.”

Personagem

“Em A Regra do Jogo, Nora era uma mulher muito sofrida que achava ter perdido a filha durante um violento sequestro. A outra filha, Nelita (Bárbara Paz) sofre de bipolaridade. Além disso, seu marido, Gibson (José de Abreu) era complicado, o que tornava as coisas muito duras. Mas, mesmo assim, Nora era uma pessoa solar. Na verdade, é ela quem arrasta aquela família. Seu projeto de vida era manter a família e salvar a filha doente. Eu, Renata, não estaria mais ali, com aquele marido. Mas ela estava ali porque eles eram um casal e estavam juntos há muitos anos. Eles perderam uma filha que o corpo não tinha aparecido. Além da doença de Nelita (Bárbara Paz). E isso era muito triste. Sempre tem uma esperança. Isso fez dela uma mulher interessante. Muitas mulheres desse Brasil se identificaram com Nora.”

Identificação

“Não me identifiquei com a personagem Nora. Primeiro, porque ela não trabalha. E todo mundo precisa fazer algo na vida. E, segundo, porque ela permanecia em um casamento que é péssimo, o que é uma loucura.”

Processo de criação

“Leio muito sobre a personagem e procuro interagir com outros colegas. Além de conversar com os diretores, inclusive Amora Mautner. Eu gosto de assistir a filmes e descobrir aonde aquela personagem me toca.”

Visual

“Gosto de estar bem-vestida, mas também tenho um lado mais a vontade. No entanto, em uma festa, eu preciso estar bem bacana…”
LEIA TAMBÉM
Texto: Monique Lima/Colaboradora – Entrevistas: André Luis Romano e Ester Jacopetti/Colaboradores – Edição: Jéssica Pirazza/Colaboradora