Work and Travel: entenda como funciona

Já pensou em estudar fora do país e aproveitar para também tirar uma grana? Conheça como funcionam os programas Work and Travel, que tornam isso possível.

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 30/11/2016 às 16:09
Atualizado às 14:09

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Para muitos pessoas, fazer intercâmbio é um sonho difícil de realizar devido aos custos envolvidos nem sempre serem vantajosos. Mas existem alternativas acessíveis, que facilitam financeiramente a viagem. Uma das formas de fazer intercâmbio é conhecida como Work and Travel e pode ser descrito como um programa de trabalho remunerado. “Eles são oferecidos em poucos países, como Nova Zelândia, Irlanda, Canadá e Estados Unidos. Porém, devido às recentes mudanças no cenário de imigração mundial, alguns países não oferecem mais este tipo de programa, culminando na diminuição de vistos liberados pelo consulado”, explica Gilberto Brandão, diretor da 2be Study Group.

Work and Travel: viajando para estudar e ganhar dinheiro

FOTO: Shutterstock.com

Como funciona?

A realização desse programa ocorre durante as férias de verão do Brasil, justamente para não atrapalhar o ano letivo dos intercambistas – assim, não é necessário trancar o semestre na faculdade. Durante o intercâmbio, a pessoa tem a oportunidade de praticar e aprimorar o idioma local, conhecer melhor a cultura do país de destino, enriquecer o currículo e ainda ganhar com isso, já que o trabalho é remunerado.

A duração do programa geralmente acompanha o tempo das férias, sendo em torno de 3 a 4 meses (quem define esse período é o contratante, mas deve estar de acordo com as datas do programa estabelecidas pelo Consulado Americano no Brasil). Após esse período, o estudante tem a chance de descansar e curtir ainda mais a viagem, já que pode permanecer no país a turismo por mais 30 dias. “Basicamente, os requisitos mínimos exigidos pelos países são idade, escolaridade, experiência profissional e perfil flexível. Ou seja, cada local tem suas próprias exigências e peculiaridades”, justifica Gilberto.

Onde é o trabalho?

Uma das grandes vantagens desse tipo de intercâmbio é que a pessoa sai do Brasil com sua vaga garantida. “Porém as funções realizadas durante o programa Work and Travel são variadas, como hotéis, resorts, restaurantes, parques, lojas, cassinos, estações de ski, entre outras opções. A carga horária de trabalho tem, em média, de 15 a 40 horas por semana”, afirma Gilberto.
Ainda segundo o profissional, no Work and Travel a pessoa se inscreve no programa sabendo que irá trabalhar na área de serviços, como auxiliar de limpeza, auxiliar de cozinha, entre outras tarefas básicas, principalmente em parques ou resorts. O candidato pode traçar um perfil do programa que procura, no entanto, quanto mais seletivo ele for, menores as chances de conseguir uma vaga.

LEIA TAMBÉM

Texto: Larissa Tomazini/colaborador – Edição: Victor Santos/Colaborador
Consultoria: Gilberto Brandão, diretor da 2be Study Group.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.