Viver em paz é viver sem conflitos? Descubra a resposta!

Será que viver em paz significa viver sem conflitos? Ou essa ideia é equivocada? Descubra o que diz o sociólogo Ronaldo Formiga!

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 06/10/2016 às 13:38
Atualizado às 08:57

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Imagine que seu vizinho do apartamento ao lado resolve promover uma festa em pleno domingo à noite. Você não foi convidada e precisa acordar cedo no outro dia para trabalhar. No entanto, o som alto adentra seu apartamento sem permissão, atrapalhando seu sono. O que você faz? Liga para o síndico, telefona para a polícia, ou coloca os travesseiros nos ouvidos? O fato é que existem diversas possibilidades, mas todas envolvem gerar ou não alguns conflitos.

conflitos mãe e filha

FOTO: Shutterstock Images

Todos os dias, nós nos envolvemos em conflitos, sejam pequenos ou grandes, com amigos, colegas, familiares ou até mesmo desconhecidos. Isso porque carregamos conosco uma bagagem cultural, opiniões e características da nossa personalidade que nos fazem discordar de outras pessoas, sermos e agirmos de maneira diferente.

Vivemos na ilusão de que viver em paz significa não enfrentar conflitos. Mas, na verdade, o convívio saudável acontece quando aprendemos a viver em harmonia e lidar bem com possíveis divergências de atitudes e opiniões. Por isso, é preciso ter sempre em mente que o mundo não é perfeito e que nem todas as pessoas irão acatar nossas decisões tranquilamente, sem contestações.

“O fato de conviver em sociedade pressupõe distintas individualidades. Apesar de estarmos inseridos em um único meio e compartilharmos crenças comuns, cada qual tem uma leitura própria, o que configura sua identidade, a sua subjetividade”, explica o professor de Sociologia Ronaldo Formiga.

LEIA TAMBÉM

Texto: Érica Aguiar Arte: Mary Ellen Machado

Consultoria: Ronaldo Formiga, professor de sociologia.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.