Vacinas para mulheres: conheça quais são elas e proteja-se!

Acredita-se que todas as vacinas necessárias para a manutenção da saúde são tomada ainda na infância, mas não é bem assim. Conheça as vacinas para mulheres

None
Conheça quais são as vacinas para mulheres. FOTO: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/02/2018 às 17:00
Atualizado às 11:38

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A preocupação com a vacinação geralmente é maior quando somos crianças ou adolescentes. Sob a orientação e cuidado dos pais, é difícil não ter identificado no Calendário de Vacinação as doses das vacinas tomadas no tempo certo. Quando nos tornamos adultos e responsáveis por nossa saúde, isso muda. Seja por esquecimento, pela famosa “correria do dia a dia”, ou até mesmo por desconhecimento de vacinas específicas e muitas vezes não encontradas na rede pública. Pensando nisso, a Dra. Amanda Conde Perez Fernandes, Pediatra, Neonatologista, membro da Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP e criadora do clínica de vacinação Vacivitta, listou as 10 vacinas para mulheres, medicação que todas deveriam tomar ao longo da vida para se proteger de diversas doenças e problemas de saúde.

“No caso das mulheres, elas são as mais beneficiadas com um calendário completo e atualizado. Há uma série de vacinas que elas devem tomar para manterem-se protegidas de doenças, principalmente durante a gestação. Sem contar que é uma forma da mulher se proteger contra Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), como o câncer de colo de útero”, explica a especialista.

Todas essas vacinas são oferecidas em postos de saúde e em clínicas particulares. Desde vacinas ocupacionais, ou seja, vacinas prioritárias que te protegem dentro do seu ambiente de trabalho, até gestantes que necessitam ampliar suas vacinas em benefício próprio e do filho “É de suma importância conhecer melhor e se proteger sempre mais” finaliza Dra. Amanda.

Conheça agora, 10 das principais vacinas para mulheres que não podem ficar de fora da sua caderneta de vacinação!

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Dra. Amanda Conde Perez Fernandes, Pediatra, Neonatologista, membro da Sociedade Brasileira de Pediatria – SBP e criadora do clínica de vacinação Vacivitta

LEIA TAMBÉM: