Sopro: saiba o que é e como tratar esse problema cardíaco

Entenda mais sobre o sopro, uma doença relacionada ao coração pouco conhecida e que atinge alguns grupos específicos. Confira!

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/01/2017 às 12:23
Atualizado às 13:10

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quando se trata da saúde do coração, logo problemas como hipertensão, infarto e colesterol em níveis inadequados são lembrados. Entretanto, existem outras complicações, como o sopro, que também merecem destaque. As doenças do coração costumam atingir grupos específicos de pessoas: as sedentárias, as que possuem maus hábitos – tais como alimentação inadequada, tabagismo e alcoolismo -, as idosas e, é claro, aquelas com doenças congênitas, ou seja, que logo no nascimento são detectadas. Confira mais sobre essa doença congênita abaixo:

ilustração de um coração

Foto: iStock.com/Getty Images

Quando o sangue passa por uma válvula cardíaca que está com o tamanho reduzido, um pequeno ruído pode ser ouvido (do estetoscópio do médico, durante uma avaliação clínica). Este som é chamado de sopro, que pode ter diversas causas: anemia, gravidez, derivar de alguma cirurgia feita no coração ou até mesmo um estado febril. É preciso lembrar que nem sempre um sopro pode significar alguma anormalidade no sistema circulatório; existem casos em que o coração mostra-se completamente saudável, apesar do ruído.

Entretanto, é extremamente necessário investigar as causas para saber se o caso é normal ou se pode estar atrelado a outro problema. Alguns tipos de sopro podem estar relacionados a doenças na estrutura do coração. Portanto, existem dois tipos de sopros: os “inocentes”, que são inofensivos, e os patológicos, decorrentes de alterações na estrutura cardíaca, como deformidades congênitas ou adquiridas ao longo da vida, e que às vezes é necessária a realização de cirurgias cardíacas para corrigi-las.

Foto: iStock.com/Getty Images

Principais sintomas

  • Tosse persistente
  • Dor no peito
  • Falta de ar e tonturas

 Tratamento

O sopro em si, muitas vezes, não precisa ser tratado. Quando o problema é o resultado de alguma outra disfunção (que será investigada pelo médico), as medidas cabíveis serão tomadas, com base em medicamentos específicos ou recomendações especiais.

Texto Redação Alto Astral 

Leia também: 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.