Roma: um passeio pela milenar capital italiana

Roma: berço de tesouros da humanidade, a Cidade Eterna prova que está à altura de sua alcunha. Não é à toa que a capital italiana não se fez em um dia.

None
Pronto para conhecer Roma? Foto: Pixabay/hsvbooth

por Redação Alto Astral
Publicado em 05/07/2017 às 15:09
Atualizado às 14:14

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Só mesmo os italianos, com seu estilo de vida superlativo, para conceber e definir Roma, sua eterna capital. Belíssima, antiquíssima, misteriosíssima… e caótica, um último adjetivo ainda cabível, mas não por muito tempo. Roma está em franca transformação, de uma metrópole desorganizada em uma capital europeia, com um algo a mais que muitas cidades do continente não podem oferecer: milênios de história. Em seus quase cinco séculos de existência, o Império Romano foi capaz de criar maravilhas revolucionárias, mas também de atrocidades inimagináveis. É por isso que quando pensamos na cidade o que primeiro nos vem à mente é o Coliseu, onipresente, divino templo da morte.

Roma: 2,6 milhões de habitantes, 2.762 anos, está novamente no seu apogeu. No auge do Grande Império, no século 2 depois de Cristo, 1,6 milhão de pessoas (imagine isso) viviam na cidade. Quando o último imperador caiu diante das invasões bárbaras, resistiam apenas 50 mil. Passaram-se muitos séculos, revoluções pagãs e cristãs, humanísticas e fascistas, e a cidade resistiu para renovar seu vigor numa metrópole que pulsa ao ritmo do turismo, do marketing, da moda, da culinária e da arte. Para nossa sorte, os romanos exploram com competência seu legado histórico; por azar, adoram dirigir.

É preciso garra para desbravar a cidade a pé, mas vale a pena. Com exceção das criptas e das catacumbas, jamais se enfurne debaixo da terra. Use o metrô sim, mas com moderação. A maioria das grandes atrações fica no centro, a curtas distâncias. Apesar do barulho ensurdecedor do trânsito, da sinfonia desafinada das buzinas e sirenes, explorar a cidade caminhando resulta sempre em belas surpresas. A cada esquina que dobramos, podemos dar de cara com um grande monumento, memória viva de um evento que mudou a história da civilização. Mas, cuidado para não ficar entorpecido com tanta beleza e avançar à rua. É preciso paciência e muita, muita atenção. Talvez até uma oração (por que não?), já que estamos na capital da fé católica. Então, aperte bem os cadarços do seu tênis mais confortável e prepare o espírito para inesquecíveis descobertas. Tenha em mente que um passeio em Roma não significa meramente turismo. É, verdadeiramente, uma viagem no tempo.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.