ESTILO DE VIDA

Mãe aos 20, 30 e 40 anos: vantagens e riscos da gestação nas diferentes fases da vida

Conheça os pontos positivos e os riscos da gestação em cada idade da mulher. Os especialistas tiram todas as dúvidas e esclarecem as principais questões

None
Foto: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/06/2017 às 13:44
Atualizado às 13:04

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

É verdade que o desenvolvimento da medicina melhorou muito o acompanhamento da gestação e diminuiu complicações comuns há algumas décadas. O que não mudou é a faixa etária ideal para ter filhos: entre 20 e 35 anos. De acordo com o médico Artur Dzik, especialista em reprodução humana, isso se deve à melhor qualidade dos óvulos nessa fase. Ele explica outras diferenças e riscos da gestação em cada idade.

Vantagens e riscos da gestação aos 20, 30 e 40 anos:

Mãe aos 20

Vantagens: nesta fase, é mais fácil engravidar e realizar um parto normal, devido à flexibilidade e ao tônus muscular; há maior proteção contra o câncer de mama e ovário, além de menor risco de abortamento por causa genética.

Desvantagens: para o médico, talvez as únicas complicações estejam no menor preparo emocional e econômico para criar e educar os filhos. Já a gestação em adolescentes está mais relacionada à problemas de elevação da pressão arterial, o que pode levar a crises convulsivas, conhecidas como eclampsia, com risco de vida para a mãe e o bebê.

Mãe aos 30

Vantagens: até os 35 anos, o quadro é semelhante ao das mulheres na faixa dos 20: é mais fácil ficar grávida e ter um parto normal, com risco reduzido de abortamento de causa genética. Para o especialista, outra possível vantagem é a maturidade emocional e econômica.

Desvantagens: Dzik não recomenda que, de forma geral, as mulheres adiem a chegada do bebê para depois dessa faixa etária, pois os riscos  da gestação aumentam. “A fertilidade vai contra a idade e postergar a maternidade, em alguns casos, pode significar não ser mãe. Após os 35 anos, existe maior dificuldade de gestar, o que se acentua muito aos 40”, justifica.

Mãe aos 40

Vantagens: o médico acredita que nessa idade a maturidade emocional e econômica conte pontos na criação dos filhos.

Desvantagens: entre as complicações mais comuns estão dificuldade para engravidar; aumento no risco de aborto por causa genética ou parto prematuro; menores chances de realizar um parto normal; maior incidência de hipertensão arterial crônica, problemas circulatórios e diabetes gestacional. Algumas recomendações são específicas para a gravidez nessa fase, e incluem: avaliação clínica e cardiológica antes de engravidar, acompanhamento nutricional e aconselhamento genético com um especialista em medicina fetal. “O principal cuidado é iniciar o mais precocemente possível o pré-natal com o obstetra de sua confiança”, destaca o médico.

Consultoria: Artur Dzik, médico ginecologista, Diretor do Serviço de Esterilidade Conjugal do Hospital Pérola Byington e Diretor da Sociedade Brasileira de Reprodução Humana (SBRH)

LEIA TAMBÉM