Pular corda emagrece e fortalece o coração

Pular corda pode até parecer coisa de criança, mas é uma atividade que favorece o gasto calórico e ainda fortalece o coração.

None
FOTO: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 01/08/2016 às 14:00
Atualizado às 21:02

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Basta ter um lugar espaçoso na casa, uma corda e colocar um tênis confortável para pular corda. O exercício serve para emagrecer e melhorar o condicionamento físico. “Como qualquer atividade cardiorrespiratória, tem-se um aumento do bem-estar provocado por uma liberação hormonal (de endorfina), alto gasto calórico, melhoria dos níveis de colesterol e glicemia, redução da pressão arterial, etc.”, afirma o professor de educação física Marcus Mattos.

Pular corda ajuda a emagrecer

FOTO: Shutterstock Images

Antes de começar a pular corda

É preciso se certificar de que a pressão arterial está controlada. Também é necessário conhecer a frequência cardíaca máxima a ser atingida, calculada subtraindo a idade de 220 (220 – Idade). Assim, um indivíduo de 25 anos não deve ultrapassar os 195 batimentos cardíacos por minuto. O ideal, na verdade, é ficar entre 65 e 85% da frequência máxima e usar um frequencímetro para controlar os batimentos.

SAIBA MAIS:

7 exercícios de pilates para fazer em casa

5 exercícios para combater o Alzheimer

Prancha: faça o exercício que torneia o corpo

Escolha a corda certa

É fácil encontrar cordas próprias para pular em lojas de produtos esportivos. Mas, se preferir, é possível montá- la em casa. Só é preciso ter um pedaço de corda, daquelas de nylon mesmo, e dois pedaços de mangueira de mais ou menos 15cm, o suficiente para dar apoio às mãos.

Siga as dicas para não errar: com um pedaço de corda apropriado para sua altura, dê um nó em cada uma das pontas a uma distância de um palmo da extremidade. Depois, coloque o pedaço de mangueira e dê outro nó para firmá-lo. Faça dos dois lados.

Texto: Marisa Sei/Colaboradora

Consultoria: Marcus Mattos, professor de educação física

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.