O perdão pode influenciar na saúde do corpo e da alma

Sem o perdão os relacionamentos travam, as pessoas não evoluem e o pior: o corpo também perde. Conheça os riscos de não perdoar as pessoas.

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/10/2016 às 18:27
Atualizado às 11:46

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

“Só quem entende a beleza do perdão pode julgar seus semelhantes”, escreveu o antigo filósofo Sócrates. Sem o perdão os relacionamentos travam, as pessoas não evoluem e o pior: o corpo também perde. “Pensamentos negativos e comportamentos hostis frente ao desafeto causam desgaste físico e emocional, além de outras doenças relacionadas ao nível de estresse no organismo”, enfatiza a psicóloga Izabel Cristina. Minimizar o sofrimento — tanto para quem perdoa quanto para quem pede perdão — ajuda a proteger a saúde.

mulher-sozinha-brava

FOTO: Shutterstock

Desencadeia a depressão

Por incrível que pareça, uma pessoa amargurada, com sentimentos ruins, pode desenvolver o distúrbio. “A depressão pode ser desencadeada por diversos fatores pessoais e de relacionamento. Mas compreendemos que em diversas pessoas a depressão é desencadeada pela falta do perdão”, afirma o especialista em parapsicologia Luciano Gomes dos Santos.

Izabel ainda complementa: “Não só a depressão, mas outras doenças causadas pelo estresse no organismo, devido aos pensamentos repetitivos (negativos e hostis), os quais possuem um poder paralisante, não permitindo que a pessoa siga sua vida em frente”.

homem-mulher-sofa-sentados-brigados

FOTO: iStock e Getty Images

Hipertensão

“Para cerca de 95% dos hipertensos não existe uma única causa para o surgimento da doença e sim um processo multifatorial, envolvendo aspectos genéticos, ambientais, entre outros”, explica o cardiologista José Carlos Stefanini. Sabe-se, entretanto, que o estresse e a raiva estão diretamente relacionados ao aumento da pressão arterial.

Por isso, guardar rancor pode afetar o coração. “A mágoa desenvolve o estresse mental e corporal pelo fato de o sujeito ficar em per – manente tensão interior. Essa energia gasta provoca profundo desgaste na mente e no corpo”, frisa Luciano.

Texto Juliana Mesquita/Colaboradora

Consultoria Izabel Cristina, psicóloga; José Carlos Stefanini, cardiologista; Luciano Gomes dos Santos, especialista em parapsicologia

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.