Motivação: como trabalhá-la em nosso dia a dia?

Trabalhar a nossa própria motivação no dia a dia pode parecer um enorme desafio, especialmente nos momentos mais difíceis. Mas é possível: saiba como

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 10/10/2016 às 15:32
Atualizado às 11:14

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não adianta: ainda que a gente atue pontualmente na solução de determinados problemas, tem horas que o desânimo simplesmente bate, por motivos que vão do cansaço a um acontecimento difícil que abala nossas emoções. Mas como encontrar motivação nessas horas?

Motivação: como trabalhá-la em nosso dia a dia?

FOTO: Shutterstock.com

A motivação no dia a dia

“Nesse momento difícil, o melhor é rever sua vida e o contexto em que está inserido. Precisamos ter a percepção plena de quais são os motivos pelos quais fazemos o que fazemos”, resume a coach e palestrante Allessandra Ferreira.

Na hora da reflexão, repare: será que sua insatisfação não foi por conta de erros ou fracassos? Porque, graças às cobranças que fazem parte da nossa sociedade contemporânea, é natural nos culparmos ou ficarmos realmente abalados quando aquilo que planejamos ou fizemos com afinco simplesmente dá errado. “Quando isso acontecer, racionalize seu lado adulto e humano”, aconselha a psicóloga e coach Graziela Vanni.

Assuma o erro, peça desculpas, avalie o que pode melhorar e conserte o problema. Assumir nosso lado humano é vivenciar a jornada da vida de forma leve, e encontrar o lado bom da crise, desfrutando do crescimento que ela proporcionou, e sabendo se perdoar”, complementa.

Ou seja, nesse instante de conexão com seus valores, é importante prestar atenção e verificar se sua falta de motivação não foi ocasionada por um desvio de rota. Se foi, bola para frente. Se não foi e a conclusão foi que é hora de mudar, não é preciso entrar em desespero: traçando um plano correto, toda mudança é possível.

LEIA TAMBÉM

Texto: Victor Santos
Consultorias: Allessandra Ferreira, coach e palestrante; Graziela Vanni, psicóloga e coach; João Marcelo Furlan, especialista em desenvolvimento de liderança e inteligência emocional, e autor do livro FLAPS! Liderança Adaptágil; Gilberto Katayama, médico, especialista em psicologia transpessoal e instrutor de treinamentos do Núcleo Ser, em São Paulo (SP); Semadar Marques, palestrante especialista em estratégia humana e inteligência emocional (www.semadarmarques.com.br).

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.