Memorização: veja 5 passos para fortalecer as lembranças

A memorização é uma das habilidades mais necessárias para o ser humano. Aprenda como turbiná-la com 5 atividades simples para o dia a dia

None
IMAGEM: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/10/2016 às 12:38
Atualizado às 11:48

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com o passar do tempo, as recordações vão se perdendo, caso a mente não seja estimulada. Para evitar o esquecimento precoce, algumas atividades podem ajudar para não deixar a memorização enferrujar. A seguir, veja 5 dicas para treinar suas lembranças.

1. Faça passatempos

Cruzadinha, caça-palavras, quebra-cabeça… As opções são muitas, mas o que importa é fazer uso de passatempos, pois eles desafiam a mente e são capazes de refinar a capacidade de atenção. O que vale é treinar seu cérebro como se fosse um músculo!

2. Preste atenção

Temos a capacidade de fazer várias coisas ao mesmo tempo, porém, para a memória isso é um grande problema. Cada tarefa realizada merece sua total atenção. Muita coisa na cabeça diminui a assimilação e deixa passar dados que seriam relevantes. Identifique as prioridades do momento e foque em sua execução, desligando-se do resto. E claro, faça uma atividade por vez.

cérebro-livro-memorização-exercícios

IMAGEM: Shutterstock.com

3. Associe

Sempre que você aprender algo novo, procure relacionar a alguma coisa que já conheça, pois isso facilita a memorização. A dica também vale para quando quiser lembrar-se de algum compromisso: associe imagens em torno do conteúdo. A técnica é chamada de regra mnemônica e é usada, principalmente, por estudantes para decorar matérias.

Ao associar uma informação difícil de ser memorizada a algo de mais facilidade, o cérebro cria conexões que ajudam a reviver as lembranças. Outro truque é associar a objetos: se você conheceu a Maria quando ela segurava um caderno, pense nela como Maria do Caderno. Parece algo sem sentido, mas funciona. E acredite: quanto mais absurdas forem as associações, mais fácil de se lembrar delas.

4. Compreenda

Memorizar apenas pela repetição é um grande erro, já que você fica sujeito aos “brancos” e a esquecer tudo de repente. O ideal é compreender o assunto e, assim, se situar em todo o conceito ao redor do que você precisa saber sobre.

5. Medite

A meditação tem efeitos benéficos na melhora da concentração e na memorização. Quem medita tem as fibras chamadas axônios, que funcionam como conexões entre diferentes pontos do cérebro, estruturadas de forma diferenciada. São essas mesmas conexões que proporcionam um desempenho cerebral mais ágil e que se desfazem diante de males como Alzheimer, ou mesmo naturalmente com o passar dos anos.

LEIA TAMBÉM

Texto: Natália Negretti – Edição: Giovane Rocha/Colaborador

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.