Inteligência emocional: dicas para desenvolver a sua

Confira uma seleção de dicas elaboradas com a ajuda de especialistas que vão ajudar você a ter mais inteligência emocional

None
FOTO: iStock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/10/2016 às 15:13
Atualizado às 11:43

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Não existe uma receita a ser seguida para uma relação saudável entre pessoas, visto que, como já dito, cada ser humano é único. Porém, algumas dicas ajudam a estimular a nossa inteligência emocional e, desse forma, lidar melhor com a nossa vida e a dos outros ao redor. “Há uma série de comportamentos que contribuem para relações mais saudáveis e benéficas para todos”, revela o coach Alexandre Prado. Conheça algumas dessas atitudes!

Inteligência emocional: dicas para desenvolver a sua

FOTO: iStock.com/Getty Images

Dicas para desenvolver a sua inteligência emocional

Busca de autoconhecimento: um dos pilares do desenvolvimento da inteligência emocional é também uma das bases dos relacionamentos pessoais. “Conhecer o próprio perfil é importante para entender os limites e os desafios. A partir disso, conseguiremos identificar essas características em outras pessoas”, assegura o consultor empresarial Gustavo Rueda.

Compaixão e empatia: “O indivíduo que tem a capacidade de perceber como o outro sente-se em determinada circunstância, bem como a habilidade de entender como ele mesmo situa-se naquele contexto, possui em suas mãos um trunfo valioso”, destaca Alexandre Prado.

Paciência e equilíbrio: para Alexandre, a paciência é importante, pois indivíduos emocionalmente robustos sabem que nem sempre se acerta e se chega ao sucesso. Já para Gustavo, “a falta do controle pode causar, principalmente, respostas impulsivas. A dica para isso é criar uma forma de ‘amortecer’ o que foi dito pelo outro”.

Resiliência: a resiliência é a capacidade de se recuperar facilmente de alguma adversidade encontrada. Pessoas com inteligência emocional desenvolvida “entendem que as dificuldades tratam-se de um processo de aprendizado e procurará perceber onde errou, o que poderia ter sido feito de melhor e tenta outra vez. É a típica pessoa que rapidamente, decorrente de uma queda, levanta-se, sacode a poeira e dá a volta por cima”, explica Alexandre Prado.

LEIA TAMBÉM

Texto: Augusto Biason/Colaborador – Edição: Victor Santos
Consultorias: Alexandre Prado, coach, especialista em finanças, consultor e presidente da Núcleo Expansão; Fernanda Reis, psicóloga; Gustavo Rueda, consultor empresarial, especialista em alta performance de executivos e diretor regional da Net Profit.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.