Comer antes de dormir faz mal à saúde? Descubra!

Comer antes de dormir faz mal à saúde? Essa é uma dúvida que cerca muitas pessoas. Descubra o que uma pesquisa tem a dizer sobre isso!

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 22/11/2016 às 13:38
Atualizado às 12:39

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Muitas vezes por conta do trabalho e do dia corrido, a pessoa acaba não fazendo a refeição principal corretamente, o café da manhã que precisa ser bem reforçado. Além disso, a falta de tempo faz com o que almoço seja apressado ou talvez nem aconteça. Isso tudo, faz com que o jantar acabe sendo a refeição principal e comer tarde da noite pode trazer complicações para a saúde.

homem comendo antes de dormir

Foto: Shutterstock.com

Comer à noite pode alterar o organismo e os processos digestivos. Isso foi constatado em um estudo realizado com 700 adultos e apresentado em congresso recente da Sociedade Europeia de Cardiologia. A pesquisa mostrou que ingerir alimentos tarde da noite gera um impacto significativo na pressão arterial. Durante a noite, o processo fisiológico normal é a queda da pressão arterial. Porém, o estudo descobriu que 24,2% dos participantes que comeram até duas horas antes de dormir não registraram uma queda adequada da pressão sanguínea. Entre os que haviam jantado mais cedo, a porcentagem foi de 14,2%.

Alerta

Consumir alimentos antes de dormir faz com que o organismo permaneça em “estado de alerta” e isso acaba estimulando a produção de hormônios do estresse, como a adrenalina, e pode alterar o ritmo circardiano, o ritmo diário do organismo. Ebru Ozpelit, professora de Cardiologia da Universidade de Dokuz (Turquia), que apresentou o estudo, disse que os resultados sugerem que o que se come é tão importante quanto o tipo de alimentos que se ingere. Para Ozpelit a vida moderna está criando hábitos alimentares errados, como o de pular o café da manhã e comer cada vez mais tarde. Tais práticas, afirma, estão se tornando cada vez mais frequentes e podem causar danos ao longo do tempo.

Leia também: