ESTILO DE VIDA

Anda muito esquecida? Veja 5 exercícios para a memória

Até mesmo as tarefas mais simples do dia a dia exigem uma boa memória, Saiba como combater o esquecimento com 5 truques simples

None
IMAGEM: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 11/11/2016 às 10:24
Atualizado às 11:58

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O número de um telefone, uma fórmula matemática e a receita de um bolo. Apesar de serem três coisas bem distintas, elas têm algo em comum: podem ser informações armazenadas na memória e usadas sem consultar agendas, livros ou cadernos de culinária.

No entanto, em algum momento da vida, provavelmente, você passou por aquela situação constrangedora de esquecer algo, como o nome daquele amigo que não encontra há anos ou qual a idade da sua mãe. Mas não precisa se desesperar: essas falhas de memória podem ser reduzidas com atividades simples do dia a dia!

1. Desenvolva processos mnemônicos. Basicamente, trata-se de uma técnica que potencializa a memorização por meio de esquemas, frases, desenhos, entre outros. Por exemplo, se você precisa lembrar do nome “Amanda”, crie uma frase baseada nele: Algumas Mulheres Amarraram os Nós Direto na Árvore.

peca-quebra-cabeca-cerebro-memoria

Foto: Shutterstock.com

2. Treine sua velocidade. Faça uma lista com os nomes de pessoas da família em ordem alfabética. Sem olhar, cite-os na ordem normal e, depois, de trás para frente. Esse exercício acelera o raciocínio e a capacidade de memorização.

3. Eleve o grau de dificuldade. Caso você esteja acostumado a ler um livro na tranquilidade do seu quarto, vá até algum lugar bastante movimentado e realize a leitura. Esse processo ajuda o cérebro a prestar atenção no que realmente é importante.

4. Estimule a memória visual. Na casa de um amigo ou em uma loja, observe tudo que compõe o ambiente. Então, feche os olhos e tente lembrar o que está à sua esquerda e, depois, à sua direita. Repita o exercício em locais diferentes até acertar o maior número de objetos possível.

5. Pratique exercícios físicos. Ao realizar atividades periodicamente, ocorre uma melhor circulação do sangue pelo corpo e pelo cérebro. Dessa maneira, há um aumento na produção de hormônios e outras substâncias que agem em regiões cerebrais ligadas à memória.

LEIA TAMBÉM

Texto: Vitor Manfio/Colaborador – Edição: Giovane Rocha/Colaborador