Artrite é um mal que afeta as articulações; saiba mais sobre a doença!

Inchaço nas articulações, dores e diminuição da mobilidade são alguns dos sintomas da artrite. Veja de que maneira a doença se manifesta!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 27/04/2017 às 13:16
Atualizado às 13:44

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Definida como uma doença reumática, a artrite é um mal que afeta as articulações do corpo. Logo pela manhã, o paciente pode identificar alguns edemas e vermelhidões nas juntas, que acabam limitando os movimentos e gerando dor nas regiões afetadas. “A artrite é uma inflamação nas articulações que pode ser causada por infecções virais, infecciosas e também de forma traumática – tombos, fortes pancadas na região, gerando inchaço, dor e vermelhidão. Essas articulações, ou juntas, como popularmente chamamos, ficam praticamente imóveis e rígidas, por conta desse processo inflamatório”, explica reumatologista Tatiana Molinas Hasegawa.

Artrite é um mal que afeta as articulações. Conheça mais sobre a doença

A artrite pode ser causa de outras doenças, além das dores. Por isso, quanto mais cedo ela for descoberta, menores são as chances de outros problemas aparecerem. FOTO: Shutterstock.com

Conheça melhor a artrite

  • Oqueé: caracteriza-se pela inflamação das articulações.
  • Sintomas: dores, inchaço e rigidez nas articulações.
  • Como diagnosticar: exames de raio-x, ressonância magnética e ultrassom.
  • Principais tratamentos: fisioterapia, uso de medicamentos prescritos pelo médico e a prática de atividades físicas. É possível prevenir? Sim, por meio de um estilo de vida saudável (exercícios e alimentação), além de exames periódicos.
  • Regiões afetadas: cotovelos, mãos, pés, quadril, joelhos, punhos, tornozelos

Causa autoimune

A mais conhecida dentre as artrites é a reumatoide e, também, pode ser considerada a mais preocupante. Isso porque ela se encontra no grupo das doenças autoimunes, ou seja, o sistema imunológico do paciente passa a combater o próprio organismo, criando as inflamações das articulações e também outros problemas de saúde. Por ser autoimune, a artrite reumatoide não possui cura. Porém, existem tratamentos por meio de drogas que impedem o avanço da doença e também reduzem as dores. “A principal maneira de evitar as dores crônicas causadas por essa forma da doença é com o uso da medicação regular. São drogas que modificam a doença e alteram o seu curso, impedindo o avanço e as consequências mais graves, como juntas atrofiadas, endurecidas e deformadas. Portanto, a melhor forma de driblar a dor é usar a medicação contínua, regular, com a dosagem correta prescrita por um reumatologista”, pontua Tatiana.

Principais sintomas

Ao perceber alguns sinais, o paciente deve consultar um reumatologista. “O principal sintoma é a dor e a limitação funcional, isto é, diminuição da mobilidade das juntas e das funções motoras”, ressalta Tatiana. Outros sintomas como febre leve, cansaço, perda de peso, fraqueza e anemia podem aparecer. Caso o problema não seja identificado rapidamente, é possível que algumas articulações, como os punhos e as falanges dos dedos, sofram deformidades.

Fatores de risco

Apesar de a doença ocorrer em homens e mulheres de qualquer idade, alguns grupos possuem maior chance de desenvolvê-la, sendo eles: mulheres entre 40 e 60 anos – podendo aparecer 3 vezes a mais nas mulheres do que nos homens -, idosos e também em pessoas com histórico de artrite reumatoide na família. Portanto, indivíduos que ocupam o grupo de risco devem se atentar aos possíveis sintomas da doença e contar com a ajuda médica o mais cedo possível, para assim, evitar sequelas e danos irreversíveis.

Texto: Edgard Vicentini/Colaborador

Consultoria: Tatiana Molinas Hasegawa, reumatologista

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.