Connect with us

O que você está procurando?

Facebook Twitter Instagram Youtube pinterest
Alto Astral
Especialista em tecnologia e educação para jovens explica como pais podem ajudar seus filhos a navegarem seguros na internet
Pais devem supervisionar o acesso dos filhos à internet - Foto: Shutterstock

Comportamento

4 dicas para manter seus filhos seguros na internet

Especialista em tecnologia e educação para jovens explica como pais podem ajudar seus filhos a navegarem seguros na internet

Participando ativamente das redes sociais, jogando e consumindo uma ampla variedade de conteúdos digitais, crianças e adolescentes estão começando a ficar atentos aos riscos que envolvem a internet. De acordo com dados divulgados pela Pesquisa Anual Global de Segurança Online da Microsoft em 2023, 87% dos jovens estão discutindo com seus familiares sobre os perigos online.

No entanto, alguns pais ainda não participam desse diálogo ativamente, e o acesso sem restrições e consciência também traz uma série de desafios, que vão desde o cyberbullying e ataques hackers até a exposição a conteúdos inapropriados. 

“Ao fornecer-lhes as habilidades e os conhecimentos necessários para proteger sua privacidade, identificar riscos e comportar-se de maneira ética, estamos ajudando a construir uma geração de usuários digitais conscientes”, avalia o especialista em tecnologia e educação para jovens, Henrique Nóbrega, diretor fundador da Ctrl+Play. 

Para ele, “ensinar crianças e adolescentes sobre segurança online é importante para capacitá-los a navegar de forma responsável e prudente na internet”. Nesse contexto, o especialista trouxe orientações para os pais ajudarem seus filhos a navegarem seguros na web. Confira:

Conscientizar sobre os riscos

É preciso começar a educação sobre segurança com uma conversa aberta sobre os vários perigos que eles podem enfrentar na internet. Essa conscientização é o ponto de partida para que os jovens entendam essas ameaças e saibam identificá-las para agir e se protegerem durante a navegação.

Falar de privacidade

Preservar a privacidade é essencial para uma navegação prudente. Isso envolve instruí-los sobre como ajustar adequadamente as configurações de privacidade nas redes sociais e evitar divulgar dados pessoais sensíveis. 

Além disso, é importante evitar divulgação de fotos para desconhecidos e identificar tentativas de phishing, entre outras fraudes. Explicar as consequências, como a utilização indevida dessas informações, facilita entender os motivos do cuidado. 

Gerenciar senhas e segurança de contas

Os adolescentes e as crianças precisam receber orientação e acompanhamento na hora de criar senhas robustas e exclusivas para suas contas online. Isso implica também em adotar a autenticação em duas etapas e ensinar sobre como identificar e denunciar atividades suspeitas.

Segundo o especialista Henrique Nóbrega, não existe uma idade “certa” para deixar as crianças terem contas nos sites e plataformas que desejam, mas o ideal é que um responsável tenha acesso e controle. A melhor solução não é proibir, e sim monitorar.

Ter um diálogo aberto e contínuo

Por último, é crucial manter uma comunicação franca e regular com os jovens sobre segurança na internet. Vale criar um espaço de acolhimento, se mostrar disponível para oferecer orientação e incentivá-los a compartilhar com os responsáveis suas experiências, dúvidas e preocupações.

“Pais, educadores e outros adultos de confiança desempenham um papel vital ao fornecer orientação e suporte aos jovens durante sua jornada no mundo digital, que tem muitos lados positivos a oferecer”, finaliza o diretor da Ctrl+Play.

Mais notícias como essa

Horóscopo

Querendo saber de TUDO que os próximos sete dias prometem? Descubra agora, no Horóscopo Semanal do João Bidu

Pets

Um sistema imunológico equilibrado reduz riscos de contrair doenças e contribui para a saúde geral dos animais

Amor e Sexo

Segundo pesquisa, Geração Z é a mais propensa a buscar por relacionamentos abertos ou não monogâmicos no geral

Receitas

Algumas pessoas tendem a chorar sempre que estão cortando cebola, mas é possível usar alguns truques para diminuir o problema