Yogaterapia: como o estado mental pode ajudar no tratamento de doenças

Sejam sozinhas ou aliadas à medicina convencional, as técnicas da yogaterapia permitem recuperar o equilíbrio do corpo e estimulam o processos de cura

Mulher fazendo yogaterapia ao ar livre
(Foto: iStock / Getty Images)

Muita gente sabe que o yoga é uma excelente maneira de relaxar e se livrar das tensões do dia a dia. Mas o que poucos sabem é que a prática também ajuda no tratamento de doenças. A yogaterapia vem ganhando destaque entre os pacientes oncológicos por trazer diversos benefícios à saúde do corpo e da mente. Thiago Leão, professor de yoga do Grupo Oncologia D’Or, fala mais sobre o tratamento.

O que é a yogaterapia?

Segundo o professor, a yogaterapia nada mais é do que usar o yoga para fins terapêuticos. “O objetivo é aplicar suas diversas técnicas no tratamento de pacientes de variadas doenças, incluindo o câncer, ajudando a melhorar a qualidade de vida e a encarar a situação de forma mais leve”, explica. Ela é indicada para qualquer pessoa que deseja tratar uma doença.

Vantagens

A yogaterapia “ajuda no relaxamento, aumenta a flexibilidade e a força, alivia as dores no corpo, combate a depressão, melhora a autoestima e a capacidade respiratória, diminui a ansiedade, combate o estresse, melhora a insônia, o estado mental e emocional do paciente”. Além dos benefícios físicos, o yoga também trabalha a aceitação dos fatos e ajuda na reflexão sobre como o nosso estado mental pode ajudar ou atrapalhar o tratamento.

Restrições

Como o tratamento utiliza técnicas de respiração e relaxamento, quase todo mundo pode fazer. Porém, o professor salienta que cada caso é um caso. “Se houver alguma restrição, ela será passada pelo médico. Mas na maioria das vezes, conseguimos aplicar alguma técnica até mesmo durante a quimioterapia e em pacientes acamados”. A yogaterapia é tranquila: “Os pacientes a praticam uma vez por semana, mas são orientados a realizarem as técnicas de respiração e relaxamento todos os dias em casa”, salienta Leão.

LEIA TAMBÉM