5 perguntas que você deve se fazer antes de ficar com o ex

Será que é realmente voltar e trazer os problemas do passado para o presente novamente?

voltar com o ex
Arte: Larissa Sericava

Alguns relacionamentos são como chuvas de Verão, vão e vem nas nossas vidas de tempos em tempos e mudam completamente a maneira em que vivemos, muitas vezes deixando danos e feridas. Esse vai e vem pode ser extremamente desgastante e em algum momento essa situação toda se torna tão recorrente que nenhum dos lados luta para que a relação tome um rumo diferente. Seja este um fim definitivo ou a chance de um real recomeço ao voltar com o ex.

Relações não acabam do dia para a noite, então é sempre importante parar para pensar que se os dois optaram em algum momento por dar um fim nesse vínculo, teve uma razão para isso. Ou seja, não foi sem querer e muito menos um acidente. Então, separamos algumas perguntas que valem a pena se fazer antes de você voltar atrás e responder aquelas mensagens do seu ex.

 

1- Será que não é apenas o seu coração partido falando?

Ainda que alguns rompimentos sejam tranquilos, a maior parte deles costumam ser bastante tristes e doloridos. A questão é que evitar esse sofrimento pode te fazer sofrer ainda mais no futuro. O ideal mesmo é deixar que doa no momento em que a ferida acontece, assim ela pode cicatrizar mais rápido.  Porém, não é nada fácil tomar esse tipo de decisão no meio de tanta agonia, por isso que muitas vezes optamos por voltar com o ex e fazer com que tudo isso passe. É importante ter certeza de que você não está apenas apegada ao passado e está tentando encontrar um porto seguro conhecido para se aconchegar. Ressignifique a carência e a saudade em amigos e familiares que querem o seu bem e estarão ao seu lado nesse momento difícil.

2- O que você diria ao seu melhor amigo se ele estivesse na mesma situação?

É aquela velha história de que se seguíssemos nossos próprios conselhos a vida seria muito mais fácil, né? Então, que tal reavaliar a situação e pensar naquilo que você diria para um amigo que estivesse na mesma situação? É claro que ninguém melhor do que você mesmo para saber o que acontece dentro de sua relação, mas um bom amigo que te entende e te apoia fará de tudo para te aconselhar da melhor forma possível. Reflita sobre a sua situação como um espectador que está de fora e tire suas conclusões.

3- Existem maneiras reais de resolver as diferenças? Os dois estariam dispostos a tentar? 

A terapia e especialmente a de casais é sempre uma ótima opção para quem pensa em dar uma chance para um antigo relacionamento. O melhor de tudo é que você terá respostas antes mesmo de começar o tratamento. Se, por exemplo, o seu ex diz que quer voltar mas não está disposto a repensar hábitos e nem mesmo coisas diferentes pelo bem da relação, talvez ele não esteja com tanta vontade assim de tentar fazer dar certo e tudo isso não passa de apego a sua presença. Afinal, muitos namoros e casamentos duram anos e até mesmo décadas, não é tão fácil assim dizer adeus.

Por outro lado, se o seu ex está ali ao seu lado o tempo todo e ainda sugere outras opções para que vocês vivam uma vida a dois mais saudável, talvez não seja uma má ideia continuar tentando. Conforme o tempo e as sessões vão passando, você conseguirá ver se o resultado de todo esse processo de tentativa de recomeço está realmente dando certo.

4. Você deu à separação espaço suficiente para respirar?

Uma boa dica nesse tipo de situação é esperar um tempo e esperar os nervos se acalmarem antes de tomar grandes decisões. Se você está pensando em voltar com seu ex, aguarde uma semana. E depois, quem sabe, outra semana. E mais outra. Pense nisso como um tempo para aprender a viver sem a convivência com outra pessoa e redescobrir sua realidade.

Esse período é bastante necessário para que se avalie os reais prós e contras de manter o relacionamento e criar coragem para finalmente conseguir se afastar. Será que voltar com o ex é realmente certo ou apenas fácil? Não há pressa, seu ex vai estar no mesmo lugar caso depois dessa fase de testes você escolha reatar com ele. E se não estiver, talvez você também já tenha uma resposta.

5- Do que você realmente tem medo?

Não é difícil encontrar casos de relacionamentos em que os dois lados da relação já se tornaram extremamente tóxicos um com o outro. Porém, nesses casos é ainda mais fácil que o término seja difícil e doloroso. Isto porque cria-se um costume de estar infeliz ao lado daquela pessoa e perde-se completamente a noção do que é uma relação saudável.

O desejo de se manter em um relacionamento faz com que não se perceba que, por vezes, o outro já nem te inclui nos seus planos e os dois já nem compartilhem mais fatos simples da rotina um com o outro. Insistir em algo que não dá mais certo por medo de estar sozinho e recomeçar de novo é praticamente viver uma mentira. Existem outras possibilidades e um mundo de opções para ser explorado depois que quebrar essa barreira. Talvez você fique um ou cinco anos para seguir em frente, mas independente de quanto tempo precise, esse espaço é extremamente necessário para redescobrir o tipo de amor que você é capaz de dar para os outros e a si mesma.

O fim pode ser aterrorizante, mas também pode se como uma aurora boreal de novidade e luz, aulas de dança, inglês e até uma oportunidade para tirar aquelas férias que não poderiam vir em melhor hora para fazer uma viagem sozinha e sem rumo.

Leia também: