VÍDEOS

Veja 5 dicas para aprender um novo idioma

Quer aprender um novo idioma, mas tem dificuldades? Veja como aprender uma língua de maneira simples e prática e aumente seus conhecimentos

None
Foto: Shuttersotck Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 24/03/2017 às 13:08
Atualizado às 10:50

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Você sabia que aprender um novo idioma é capaz de melhorar as habilidades cognitivas e a saúde do cérebro? Além dos inúmeros benefícios já conhecidos (conseguir um emprego, comunicar-se com estrangeiros, ampliar seus conhecimentos, entre outros), falar mais de uma língua pode mexer positivamente na sua concentração, no seu raciocínio e na memória. Entenda como esse processo acontece e veja no nosso vídeo como aprender uma nova língua de maneira simples e prática.

Muitas conexões

Qualquer novo aprendizado é sempre um ótimo exercício para cérebro, e aprender um segundo (ou terceiro, ou quarto…) idioma não é diferente. “O fato de estudar um novo idioma desenvolve o aumento da atenção e capacidade de realizar diversas tarefas – no caso, manter duas línguas ativadas – em exercício”, explica o neurologista André Gustavo Lima.

Por conta das rápidas associações que devem ser feitas para a compreensão e a expressão do novo idioma, “o cérebro bilíngue é sempre desafiado em reconhecer, dar significados, comunicar em diferentes sistemas de linguagem e utilizar o sistema mais adequado para as diferentes situações”, ressalta a diretora pedagógica e especialista em bilinguismo Geiry Amaral. Essas atividades fazem com que o cérebro seja constantemente exercitado, gerando maior poder de decisão e mais criatividade.

Além disso, com o avanço da idade, nosso cérebro tende a envelhecer e a perder capacidade cognitivas. “A aprendizagem de um ou mais idiomas pode contribuir para desacelerar esse envelhecimento e desenvolver mais atenção”, salienta André. Outro ponto destacado pelo especialista é o exercício que se faz com essa aprendizagem, aumentando a capacidade de memorização do cérebro.

Sem idade para começar

Não existe uma idade certa para aprender novas línguas, e cada pessoa se adapta diferentemente aos mais diversos métodos de ensino de um segundo idioma. No entanto, os especialistas consultados reforçam que, quanto mais cedo uma criança começa a aprender uma nova língua, melhor seu aprendizado.

LEIA TAMBÉM

CONSULTORIAS André Gustavo Lima, neurologista especialista na prevenção do AVC, membro da Academia Brasileira de Neurologia; Geiry Amaral, diretora pedagógica da escola de inglês You Learning Center e especialista em bilinguismo