Descubra como se livrar do vício em redes sociais

Todas as tecnologias e redes sociais têm o potencial de tirar nossa concentração para as atividades diárias. Mas é possível dar um jeito nisso. Confira!

foto de uma pessoa mexendo nas redes sociais no celular
(Foto: Shutterstock)

Acompanhar o que acontece nas redes sociais e comunicar-se por meio de aplicativos de mensagens a todo o momento são realmente uma tentação para muita gente. Manter o foco em uma mesma atividade parece um grande desafio em meio aos sons de notificações no smartphone ou a aba do navegador aberta no computador. Como manter sua atenção e ficar concentrado no ambiente de trabalho ou em meio aos estudos?

“Eu checava redes sociais a toda hora; tinha a página sempre aberta pelo notebook. A linha do tempo do Facebook é algo que me prende muito; a gente entra para ver algo e, quando percebe, está há mais de uma hora. Com o Twitter, é a mesma coisa. Era muita informação para ver e eu acabava me desconcentrando direto”, conta Pedro Cíndio, produtor de conteúdo para páginas de redes sociais e celular.

Se esse tipo de situação é similar com a que você está vivenciando, fique atento à sua relação com o mundo on-line. “Em primeiro lugar, é preciso reconhecer o quanto o acesso está sendo prejudicial”, recomenda a neuropsicóloga Renata Alves Paes.

É o que fez Pedro Cíndio. Como seu local de trabalho também era sua casa, as consequências apareciam bem diante de seus olhos. “A louça acumulava na pia, o chão não ficava limpo e até a roupa eu demorava para lavar. Se eu estava lavando louça e ouvia uma notificação, entrava na rede e esquecia do mundo”, relembra-se.

Também é necessário verificar se o uso da internet é prejudicial para seu estado emocional. “Quando começa a ocorrer um descontrole em relação ao tempo de uso, há a preocupação de ficar desconectado e quanto à interrupção, gerando quadros de ansiedade e depressão”, considera a psicóloga Márcia Mathias.

Pedro decidiu tomar algumas atitudes simples, mas que se revelaram eficazes para manter sua concentração. “Hoje, eu faço uma agenda do que necessito fazer, com urgências, tarefas importantes e coisas para fazer depois”, cita. Pedro salienta que a linha do tempo do Facebook era uma de suas tentações. Para driblar a vontade de acompanhá-la a todo momento, ele empregou a tecnologia a seu favor.

“Existem aplicativos que bloqueiam a linha do tempo (o que realmente prende minha atenção), e eles me ajudam a focar. Agora consigo produzir muito mais. Das 32 páginas de que sou administrador, eu levava seis horas para fazer tudo, e agora levo menos de quatro horas. Uma boa diferença”, finaliza.

LEIA TAMBÉM