Vacina contra H1N1 para as crianças: tire suas dúvidas sobre o assunto

Saiba como proteger seu filho sem erros!

Menina tomando vacina segurando um ursinho de pelúcia
A vacina contra H1N1 é muito importante para a imunização das crianças | Foto: Shutterstock

Em boa parte do país já estão sendo registrados casos da gripe transmitida pelo vírus H1N1 ou Influenza A (gripe suína), que geralmente aparece nos meses mais frios do ano, como maio, junho e julho. Moises Chencinski, pediatra e homeopata, esclarece as dúvidas mais comuns sobre a vacina contra H1N1 para as crianças.

Quem pode tomar?

A vacina contra H1N1 gratuita é destinada a crianças de seis meses a menores de cinco anos, gestantes, mulheres no período pós-parto, idosos, indígenas e pessoas com que podem adquirir a doença com mais facilidade. Profissionais da saúde, detentos e profissionais do sistema prisional também devem receber a vacina contra H1N1. Os demais podem adquirar a vacina em clínicas particulares.

A vacina protege contra resfriados também?

“Não. Há uma grande variedade de vírus que podem causar sintomas semelhantes, como tosse, febre, dores, e, infelizmente, a vacinação não pode proteger contra todos eles. Mas nós sabemos que ela é eficaz contra os vírus que causam um número significativo de doenças durante o período de inverno, como Influenza A e B”, diz Chencinski.

Existem efeitos colaterais associados com a vacina?

“Dor no local da picada, febre e indisposição podem ser efeitos dessa vacina, assim como em muitas outras aplicadas nos calendários públicos e da Sociedade Brasileira de pediatria (SBP). Mas ela não causa gripe, por ser fabricada com partes do vírus morto, sendo que até as gestantes podem e devem tomar essa vacina”, esclarece o homeopata.

Três seringas hipodérmicas

Ao contrário do que se acredita, as vacinas não causam a gripe | Foto: Shutterstock

A vacinação pode suprimir o sistema imunológico das crianças?

“As crianças estão expostas a centenas de milhares de bactérias e vírus todos os dias, por isso os seus sistemas imunológicos podem lidar com a vacinação contra a gripe com tranquilidade. Dar a vacina contra H1N1 não terá um efeito adverso sobre o sistema imunológico. A formação do sistema imunológico das crianças se completa apenas entre dois e três anos de idade”, explica o pediatra.

 A vacina contra H1N1 é segura?

“Sim. Apesar dos boatos de que a vacina contra H1N1 provocaria a doença, isso é um mito, já que ela é feita apenas com partículas virais, depois que o vírus foi morto e fragmentado. Não há nada vivo dentro da vacina que seja capaz de se multiplicar e levar à gripe. Por isso, como comentei, até as grávidas podem receber a imunização com segurança”, informa Chencinski.

Se meu filho tomou a vacina no ano passado, ele está protegido?

“Não. Isso porque a imunização da vacina contra H1N1 está garantida apenas por um período de 6 a 8 meses. Por essa razão é necessário receber a dose todos os anos. Estudos mostram que quem já toma a vacina da gripe regularmente, há alguns anos, tem uma proteção melhor do que aquelas pessoas que estão começando a ser vacinadas agora. Mas isso não descarta a necessidade de tomá-la anualmente”, finaliza o pediatra.

LEIA TAMBÉM: