UNCATEGORIZED

Pontuação: aprenda as regras de uso do ponto final e vírgula

Quantas vezes você ficou em dúvida de quando usar ponto final e vírgula em um texto? Acabe com essa dúvida aprendendo as regras de uso de pontuação

None
(Foto: iStock.com/Getty Images)

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/07/2017 às 10:00
Atualizado às 18:10

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na hora de escrever uma boa redação, além do domínio do tema a ser abordado, é importante também ter em mente as regras gramaticais para que seu texto esteja coeso, com devido entendimento e escrito corretamente. Saber quando pontuar uma frase, por exemplo, pode alterar significativamente o que se quer dizer, por isso é tão importante entender as regras de pontuação. Confira como usar ponto final e vírgula:

Ponto

O ponto é conhecido por nós como ponto final. É chamado dessa forma porque encerra um texto. Ele serve para finalizar uma frase na qual uma ideia foi concluída e indica uma pausa mais longa.
Exemplo: Estávamos muito felizes.
Mas de repente ele chorou. Disse que era de emoção.

Vírgula

A vírgula indica uma pausa breve e é o sinal que mais causa dúvidas na hora de ser aplicado. A vírgula pode ser utilizada para separar termos da oração ou, até mesmo, orações dentro de um período em que a ideia ainda não foi concluída.

  • Deve vir entre vírgulas
  • Vocativo: Venha, Antônia, todos estão esperando por você.
  • Aposto: João Batista, pregador da palavra de Deus, morreu neste local.
  • Adjuntos adverbiais: As mães, naquele momento, pensaram em desistir.
  • Orações intercaladas: Maria, disse mamãe, você é muito teimosa.
  • Orações subordinadas adjetivas explicativas: O jovem, que tem mais disposição física, precisa se esforçar.
  • Expressões explicativas: Preciso de alguém, isto é, alguém que possa trabalhar aqui.
  • Conjunções coordenativas adversativas se forem pospostas: Veio, entretanto, dizer que não quer mais trabalhar aqui.

Devem vir precedidos de vírgula

  • Elementos e orações coordenadas assindéticas: Trabalhou, estudou, não se cansou, conquistou muitas coisas durante a vida.
  • Datas e endereços: Rio de Janeiro, 2º de fevereiro de 2014.
  • Indicação de elipse de um termo: Na loja, apenas quatro pessoas. (ausência do verbo haver).
  • Orações subordinadas reduzidas de gerúndio e particípio: Comendo, engordarás muito.
  • Orações principais antecedidas pelas subordinadas: Embora não coma, eu engordo.
  • Antes de “e” quando este se repete ou quando as orações apresentarem sujeitos diferentes: Maria lavou a louça, e Adriano lavou o banheiro.

Não deve haver vírgula

  • Entre o sujeito e o verbo;
  • Entre verbos e complementos verbais;
  • Antes de “e”, “nem” e “ou” (exceto nos casos já citados aqui);
  • Antes de orações subordinadas substantivas.

LEIA TAMBÉM