38m² de muita personalidade: unir ambientes foi a solução para ampliar o apê!

Confira sugestões da arquiteta e designer de interiores Gislene Lopes, responsável por este projeto, para ampliar o apê e deixar o local mais aconchegante

None
Foto: Jomar Bragança

por Redação Alto Astral
Publicado em 18/12/2017 às 10:54
Atualizado às 13:30

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

O flat compacto foi projetado pela arquiteta e designer de interiores Gislene Lopes para um casal de moradores moderno. “O local possui ambientes sociais integrados e um quarto. Além disso, tem um layout com bastante fluidez para tornar o dia a dia do casal mais prático”, comenta a profissional. Facilitar a circulação ajudou a deixar o espaço mais convidativo para receber os amigos e também a ampliar o apê.

apartamento pequeno e integrado

Foto: Jomar Bragança

Tudo junto para ampliar o apê

Segundo Gislene, a união de cômodos foi fundamental para otimizar espaço no apartamento. “Não somente a integração por meio da ausência de paredes e divisórias, mas a junção por meio de cores e materiais. É um ambiente eficiente no que diz respeito à funcionalidade, com espaços determinados para cada atividade”, ressalta.

quarto de casal pequeno e decorado

Foto: Jomar Bragança

Aconchego

Algumas medidas foram tomadas para deixar o espaço mais confortável e acolhedor, como, por exemplo, o sofá retrátil, que é ideal para os momentos de lazer. O uso de madeira no home, o tapete e a cortina em tecido também oferecem a mesma sensação. “No quarto, a cabeceira de madeira em toda a extensão cria um clima mais intimista”, acrescenta Gislene.

Luzes!

A iluminação do apartamento foi escolhida sem rigor quanto a sua disposição, como afirma a profissional: “Na cozinha, a preocupação foi em iluminar bem os espaços de trabalho (mesa e bancadas) e no teto foram embutidos plafons redondos para uma iluminação mais geral. Da entrada até a sala, escolhemos um perfil mais linear, que marcasse a integração dos espaços, além de pontos para iluminação focada nos quadros”. No quarto, a iluminação direta ficou por conta dos abajures.

Feito de quê?

Segundo a profissional, este projeto pedia por praticidade. Por isso, ela optou pelo granito preto e o inox na cozinha, assim como o piso em porcelanato, que são de fácil limpeza e manutenção. “Nas paredes, usamos os painéis pretos para criar uma unidade com a cozinha, delimitando espaços, mas sem separá-los de fato”, comenta a arquiteta e designer de interiores.

Projeto: Gislene Lopes Arquitetura e Design de Interiores, Belo Horizonte – MG

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.