UNCATEGORIZED

Termos integrantes da oração: tire dúvidas sobre objeto direto e indireto e predicativo

Além do sujeito e do objeto, algumas frases mais complexas podem carregar outros elementos. Conheça os termos integrantes da oração

None
(Foto: iStock.com/Getty Images)

por Redação Alto Astral
Publicado em 05/07/2017 às 10:00
Atualizado às 18:11

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quando estudamos os termos da oração, vemos sujeito e objeto como os principais, sem eles não há oração. Mas, frases mais complexas costumam carregar outros elementos que complementam os termos principais e que se não entendidos muito bem, podem causar problemas. Para evitar isso, entenda mais sobre os termos integrantes da oração.

Termos integrantes da oração

Os termos integrantes da oração são aqueles que vão completar o sentido do verbo, completam a informação a ser passada pelo verbo. São eles:

a) Objeto direto: é o termo que vai completar o sentido do verbo transitivo direto. Ele não vem acompanhado de preposição.
Exemplo: O padeiro trouxe pão. (O padeiro é o sujeito da oração, trouxe é o verbo transitivo direto, quem traz, traz alguma coisa. O que ele trouxe? Pão = objeto direto).

b) Objeto direto preposicionado: ocorre quando excepcionalmente o objeto direto vem precedido de preposição.
Exemplo: Bebeu da água. (quem bebe, bebe alguma coisa, porém por uma questão estilística usa-se a preposição “de”).

c) Objeto indireto: é o termo que vai completar o sentido do verbo transitivo indireto. Ele vem sempre acompanhado por uma preposição para se ligar ao verbo.
Exemplo: Os meninos obedecem aos avós. (os meninos é o sujeito da oração, obedecem é o verbo transitivo indireto. Quem obedece, obedece a alguém. A quem eles obedecem? Aos avós = objeto indireto).

Dicas: os pronomes “o”, “a”, “os”, “as” devem ser utilizados como complementos verbais dos verbos transitivos diretos. Por isso, exercem a função de objeto direto.
Exemplo: A professora deixou-as na quadra.

Os pronomes “lhe”, “lhes” devem ser utilizados como complementos dos verbos transitivos indiretos. Portanto, funcionam como objetos indiretos.
Exemplo: O emprego interessava-lhe.

d) Predicativo do objeto: o predicativo do objeto só ocorre no predicado verbo-nominal. Ele completa o sentido do objeto, e não do verbo.
Exemplo: Encontrei os professores animados.
Sujeito = eu, verbo transitivo direto = encontrei, os professores = objeto direto, animados = predicativo do objeto (característica do objeto).

e) Complemento nominal: é o termo que completa o sentido de um nome com auxílio de uma preposição. O nome pode ser um substantivo, adjetivo ou advérbio. O complemento vai indicar sempre o alvo ou ponto sobre o qual recai a ação do nome.
Exemplo: O doente tem necessidade de remédios. (Sujeito = o doente, verbo transitivo direto = tem, complemento nominal = de remédios). A diferença do complemento nominal para o objeto indireto é que o primeiro completa um nome e o último completa um verbo.
Exemplo: O doente necessita de remédios. (Sujeito = o doente, verbo transitivo indireto = necessita, objeto indireto = de remédios).

LEIA TAMBÉM