Piscinas: é tempo de reformar!

Saber como reformar as piscinas para a chegada do verão é importante. Confira dicas primordiais para garantir um lazer seguro e refrescante

None
Foto: Divulgação

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/10/2017 às 12:43
Atualizado às 14:01

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com o período de estiagem, abre-se uma janela importante para preparar a estrela da casa quando se fala em verão: a piscina. No entanto, até a chegada da estação mais quente do ano, renovar a piscina não implica somente em tratar ou até mesmo trocar a água. Os revestimentos desempenham papel de destaque em piscinas de concreto armado e alvenaria, exigindo um cuidado especial. A Cerâmica Atlas, referência nacional em pastilhas de porcelana e revestimentos, observa algumas questões importantes no que diz respeito à conservação e reforma de piscinas.

Pontos de atenção

Em construções mais antigas, a soltura, quebra e desbotamento do material impacta diretamente o visual da piscina e, consequentemente, de toda a área de lazer. Além disso, outro ponto bastante comum é a necessidade da troca do rejuntamento, elemento-chave no resultado final de pastilhas e azulejos. Atualmente, é possível contratar empresas especializadas em reformas de piscinas, que realizam a substituição do revestimento e rejunte com ou sem esvaziamento, a depender do cenário de reforma.

Segurança

Antes de partir para a aplicação de um novo revestimento, é hora de refazer a impermeabilização. Assegurando a resistência, as pastilhas de porcelanada Cerâmica Atlas oferecem durabilidade superior por conta da baixa absorção de água (entre 0% e 0,5%) e elevada resistência mecânica.

Reduza o custo!

É possível ainda reduzir o tempo e custos de aplicação, em até 30%, com o emprego de tecnologias como o Drop System, da Cerâmica Atlas.  Trata-se de um sistema onde as pastilhas, que formam as placas, são unidas por pontos de cola (PVC), dispensando a utilização de papel sobre a face esmaltada, tornando o trabalho de assentamento mais limpo, ágil e econômico se comparado com o sistema de colagem de papel e material a granel. Tanto a aplicação da argamassa colante como o rejunte, próprios para piscinas ou áreas molhadas, devem seguir as recomendações dos respectivos fabricantes, que geralmente estipulam o prazo de 72h pós-fixação para que se possa encher a piscina novamente e curtir os dias de calor.

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.