UNCATEGORIZED

Negra loira: renove o visual sem danificar o cabelo afro

O dourado pode ser conquistado pela mulher negra loira sem danificar os cachos. Confira também como o tom de pele influencia na escolha do loiro!

None
Foto: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 19/02/2018 às 08:33
Atualizado às 13:38

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Coloração é um assunto delicado, ainda mais quando se trata de cabelos cacheados e crespos, que necessitam de atenção dobrada para mantê-los hidratados, uma vez que a forma encaracolada impede que a oleosidade natural dos fios chegue às pontas. Além de cuidar para as madeixas não ficarem com aspecto ressecado, a mulher negra loira deve prestar atenção aos vários tons de reflexos e qual é o iluminado ideal para sua pele e personalidade.

Exame completo dos fios

Os cabelos crespos e cacheados tendem a ser mais sensíveis, por isso opte por métodos menos agressivos de tintura e faça hidratações semanalmente, sem se esquecer dos produtos específicos para madeixas afros e com química. Caso tenha um histórico de coloração ou de outros procedimentos químicos, consulte um profissional e avalie o estado dos fios, para que não ocorra incompatibilidade de químicas e nem danifique a cabeleira.

Negra loira no tom certo

A cor dos cabelos deve estar em harmonia com o tom de pele para destacar a beleza negra. “Em todos os casos é preciso adequar [a cor] ao estilo da mulher e à sua personalidade”, indica Viviane Siqueira, hairstylist do salão Pierre Louis Coiffeur. Para as morenas- claras, os tons entre o loiro-bege e o loiro-escuro-mate são os ideais. Já as morenas-escuras devem preferir os tons mais avermelhados, como terracota, loiro-mel ou dourado, para iluminar as madeixas. Já para as negras-amareladas as melhores escolhas são os tons quentes, como o bronze e o chocolate, para realçar. Negras-acinzentadas e escuras ficam bem com acajus, marrons e dourados. Inspire-se!

Um brilho aqui, outro ali!

Depois de diagnosticar os cabelos e definir qual a cor combina com você, é só escolher a técnica ideal para o seu tipo de fio e estilo de mecha que quer aderir. Se preferir tons mais sutis, opte pelos reflexos feitos à mão livre. Para luzes mais intensas, o ideal são as que são feitas com papel-alumínio, pois permitem um clareamento maior. Outro método bastante utilizado é o das mechas californianas ou ombré, que deixam a raiz escura, destacando apenas as pontas. Um cuidado indispensável é com o contraste grande entre os tons. Mechas finas e descoloração gradativa são recomendadas.

Contraste ideal

Para não sobrecarregar o visual, o indicado é a negra loira deixar a raiz com a cor natural e descolorir aos poucos, com um efeito degradê. Raízes descoloridas podem deixar a aparência pesada, além dos retoques serem mais frequentes. Prefira iluminar os fios sempre prestando atenção ao contraste das mechas com a cor de fundo do cabelo, dosando para que o resultado seja harmonioso. Também tenha cuidado com a quantidade de descolorante usada, para não manchar. Caso ocorra, Meire Carriel, hairstylist do salão LO Studio Panamby, recomenda: “Para tirar as marcas tem que esfumar com o pincel na diagonal e usar um tonalizante mais escuro na raiz”.

Texto: Jéssica Frabetti/Colaboradora | Consultoria: Viviane Siqueira, hairstylist do salão Pierre Louis Coiffeur, do Rio de Janeiro, (21) 2430-3173; Meire Carriel, hairstylist do salão LO Studio Panamby, de São Paulo, (11) 3776-7282 

LEIA TAMBÉM: