UNCATEGORIZED

Hífen: aprenda tudo sobre como usá-lo

É microondas ou micro-ondas? Para-brisas ou parabrisas? Superomem ou super-homem? Solucione essas e outras dúvidas sobre o hífen e sua utilização

None
(Foto: iStock.com/Getty Images)

por Redação Alto Astral
Publicado em 31/05/2017 às 10:00
Atualizado às 18:11

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Quantas vezes nos pegamos em dúvida se escrevemos microondas ou micro-ondas? Para-brisas ou parabrisas? É importante saber escrever corretamente essas palavras do dia a dia e outras que recorrem do uso do hífen para concursos, provas, vestibulares e até no trabalho. Aprenda as regras de como utilizar o hífen corretamente:

1. Com os prefixos auto, contra, infra, intra, neo, proto, pseudo, semi, supra e ultra usa-se hífen caso a palavra seguinte começar com “h” ou com vogal igual à última do prefixo. Caso o palavra seguinte comece com “r” ou “s”, duplique-os.

Exemplos: contra-ataque, infraestrutura, neonatal, neo-hospitalar, ultra-absorvente, autorretrato, contrarreforma.

2. Com os prefixos anti, arqui, ante e sobre só devemos utilizar hífen se a palavra seguinte começar com “h” ou vogal igual à última do prefixo.

Exemplos: antebraço, ante-histórico, antialérgico, anti-herói, arqui-inimigo, arquibancada, sobrevoo, sobre-humano.

3. Com os prefixos hiper, inter e super só usamos o hífen se a próxima palavra começar com “h” ou “r”.

Exemplos: hipermercado, hiper-realismo, interestadual, inter-racial, superespião, super-homem.

4. Com o prefixo sub só utilizamos hífen se a palavra que vier depois começar com “b”, “h” ou “r”.

Exemplos: submundo, sub-regente, sub-base.

Menina com lápis na mão estudando o hífen

(Foto: iStock.com/Getty Images)

5. Com os prefixos além, aquém, bem, ex, grã, grão, pós, pré, pró, recém, sem e vice devem sempre ter hífen.

Exemplos: além-mar, bem-amado, ex-marido, grão-duque, pós-graduação, vice-diretor.

6. O prefixo co sempre se junta com a palavra posterior, mesmo que ela comece com “h” ou “o”, perdendo o “h” nesses casos.

Exemplo: coautoria, cooperação, coabitar.

7. Todo pseudoprefixo, isso é, palavras que sabemos o significado independente de outras, é que só utilizamo hífen se a palavra seguinte começar com “h” ou vogal igual à última do prefixo. Alguns pseudoprefixos são agro, bio, cardio, centro, eletro, foto, hidro, macro, mega, mono, oni, penta, pluri, pscio, quadri, radio, metro, sacro, socio, tele, uni, zoo.

Exemplos: agro-hospitalar, agronegócio, mega-apartamento, megaescola.

8. Com os sufixos -(gu)açu, -mirim, mor. Exemplos: capim-açu, modelo-mirim, guardião-mor.

O hífen também é utilizado para separar sílabas, com pronomes como “olhei-a“, em palavras compostas de um numeral como primeira-dama, palavras de mesma classe gramatical como azul-claro (2 adjetivos), palavras cujos elementos perdem o significado original como pé-frio (exceção: pontapé, madrepérola), palavras de conexão ligadas à zoologia ou botânica como copo-de-leite. Demais construções não se usa o hífen: dia a dia, sol a sol, pé de moleque.

LEIA TAMBÉM!