O enoturismo é a opção ideal de viagem para os amantes do bom vinho

O enoturismo é ideal para os amantes do bom vinho, da gastronomia e de viagens. Você pode juntar tudo isso, fazer as malas e viver boas experiências!

Por Vinicius Galico - 03/08/2018

Foto: Pixabay/jill111

O Brasil é um país multicultural em diversos aspectos, e isso é possível de se ver em suas diferentes localidades. Em cada estado ou região, encontramos ritmos musicais, culinária, sotaques e até mesmo fauna e flora diversificados. Isso proporciona a possibilidade de, sem sair do país, praticarmos o turismo temático, onde mergulhamos em experiências completamente diferentes das que pertencem ao nosso dia a dia.

Entre as opções do turismo temático, estão os roteiros que focam na gastronomia ou em bebidas típicas. Você pode, por exemplo, fazer um tour pelos engenhos de Minas Gerais e saborear as melhores cachaças do mundo, ou fazer a rota do café pelo interior de São Paulo e degustar o melhor dessa bebida tão popular. Por aqui, e é exatamente sobre o que vamos falar hoje, o enoturismo, ou turismo do vinho também é muito popular, em especial na região Sul.

As vinícolas nacionais passaram por um grande processo de profissionalização e abriram suas portas para a prática do enoturismo. Ao visitar uma delas, você pode acompanhar o processo de produção do vinho, passear em meio as parreiras (garantimos, a paisagem é linda), degustar excelentes vinhos e conhecer mais sobre a história e a cultura da uva no Brasil.

Vale dos Vinhedos

Localizado na Serra Gaúcha, entre os municípios de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul, o Vale representa o legado histórico, cultural e gastronômico deixado pelos imigrantes italianos que chegaram à região em 1875. São diversas vinícolas familiares de pequeno e médio porte, que transmitem a sensação da tradição e cultura local. Mas não se engane: todo este ar nostálgico se encontra em perfeita harmonia com as modernas tecnologias para a produção de uva e vinhos, além de uma estrutura de alta qualidade para receber os turistas.

O Vale recebe turistas ao longo do ano todo. Para os apaixonados por degustação de vinhos, ainda é possível fazer a visita guiada, onde a experimentação comentada e os jantares harmonizados (vinhos para cada tipo de prato) garantem um espetáculo gastronômico. Complementando a oferta turística, hotéis, pousadas, restaurantes, bistrôs, ateliês de arte, armazéns de queijos, doces e geleias coloniais e gourmet estão distribuídos ao logo da rota que reserva inúmeras outras atrações aos que ingressam neste vale encantador.

A vinicultura e o enoturismo também proporcionam um verdeiro cartão-postal. As paisagens são de tirar o fôlego!

LEIA TAMBÉM