Conheça os tipos mais comuns de dor nas costas

Os 5 principais tipos de dor nas costas são: lombalgia, cervicalgia, lordose, escoliose e torcicolo. Descubra como identificar cada uma delas!

mulher-dor-nas-costas
Por Lucas Ferreira - 21/11/2016

Foto: Shutterstock

A dor nas costas pode ser aguda, quando é temporária e gerada por um “mau jeito”, ou crônica, quando é persistente. “Dor crônica é aquela com um período maior que três meses de duração. É muito comum em pessoas com mais de 60 anos”, explica o reumatologista e acupunturista Aderson Moreira da Rocha. Veja a seguir os principais incômodos relacionados à dor nas costas:

mapa-dor-nas-costas

Foto: Shutterstock | Edição: Juliana Moreno 

  • Torcicolo

Ele não chega a ser necessariamente uma dor nas costas, mas incomoda bastante quando aparece. O torcicolo é uma contratura muscular, isto é, um “mau jeito” na região do pescoço fazendo com que a cabeça entorte para o lado contrário do lesionado. Uma posição ruim enquanto dorme, esforço exagerado na academia ou um simples movimento brusco podem ocasionar o problema. Para reverter o quadro, é preciso ter paciência: repouso e compressas quentes ajudam, mas a região só volta ao normal depois de dois ou três dias. A melhor forma de fugir do torcicolo é se alongar diariamente.

  • Cervicalgia

No extremo oposto da coluna lombar, está a coluna cervical. Má postura ao ler, usar o computador e dormir, além da contração muscular devido a momentos de tensão, são as principais causas da dor que atinge esta região, chamada de cervicalgia. Desconforto ao mover o pescoço e os ombros são os principais sintomas. Também não se caracteriza uma doença e sim uma dor que pode se tornar crônica. O diagnóstico é feito por meio de um exame de raio-x ou uma conversa com o ortopedista, relatando os sintomas.

  • Lordose e escoliose

O diagnóstico de um desses problemas não significa que haja alguma doença, e sim uma curvatura anormal na coluna. Tal alteração pode ou não refletir em dores nas costas mas, na maioria das vezes, o desconforto é causado pelas consequências que essa curvatura causa nas vértebras, discos e articulações.

mapa-dor-nas-costas-2

Foto: Shutterstock | Edição: Juliana Moreno

  • Lombalgia

Se caracteriza por um incômodo na região lombar, a mais baixa da coluna, acima do quadril. É a famosa “dor nos quartos” que não chega a ser uma doença, e sim um tipo de dor que pode ter várias origens sendo a hérnia de disco e a falta de fortalecimento muscular (que gera a sobrecarga de peso na região) as causas mais recorrentes. Na maioria das vezes, a lombalgia não é grave, mas gera desconforto ao andar, sentar, fazer exercícios ou após muitas horas em pé. Uma conversa com o ortopedista basta para diagnosticar o problema, porém, uma radiografia pode ser requerida para a confirmação da análise. Um estudo realizado pela Associação Internacional para Estudo da Dor mediu o grau de dores, dando nota de 0 a 10 diante de determinado estado de saúde. A lombalgia aguda, vinda de uma lesão na hérnia de disco, ficou entre as doenças que receberam nota entre 9 e 10, juntamente com cólica biliar, dor do parto e cólica renal.

 

Texto: Natália Negretti
Consultoria: Aderson Moreira da Rocha, reumatologista e acupunturista; Marco Antonio Ambrósio, ortopedista

 

LEIA MAIS