Teste do Facebook que muda a foto para sexo oposto se apropria de informações pessoais

O aplicativo que é responsável pelo teste foi produzido por uma startup russa

Teste do Facebook. Na foto, um homem e uma mulher e o símbolo dos sexos
Foto: Reprodução

Aquela brincadeirinha que muda a foto para o gênero oposto pode ser uma furada! Segundo o Estado de S.Paulo, o aplicativo que é responsável pelo teste do Facebook foi produzido por uma startup russa chamada FaceApp e se apropria de informações pessoais dos usuários da rede social.

O teste do Facebook muda características principais do rosto através de um algorítimo e foi compartilhado por sites como Kueez e Viralemon. Além do e-mail e da foto perfil, a empresa pega informações como outras fotos do Facebook, lista de amigos e até quais sites o usuário entra.

A FaceApp não especifica o porquê de usar essas informações para pesquisa. “Podemos compartilhar suas informações com empresas do mesmo grupo do FaceApp e também com empresas que nos ajudam a prestar o serviço, além de parceiros de publicidade”, descreve a política da empresa, sem detalhar quem são os parceiros.

Em nota, o Facebook alertou os usuários em relação aos testes e às informações pessoais dos usuários. “A privacidade das pessoas no Facebook é nossa prioridade. Qualquer aplicativo compatível com o Facebook precisa seguir nossas políticas da plataforma, que estabelecem uma série de regras para garantir que as pessoas tenham controle da experiência”, disse um porta-voz da rede social ao Estado de S. Paulo.

Se você já brincou com esse teste do Facebook saiba que tem como desativar as permissões concedidas à empresa. Basta entrar em “Configurações”, em “Aplicativos” e depois é só excluir. Mas isso não garante que a startup FaceApp não tenha armazenado as informações pessoais em um bando de dados. Lembre-se de ficar atento quanto aos termos de uso de teste do Facebook e outros aplicativos.

Veja a seguir 6 dicas para usar o Facebook a favor do seu negócio:

LEIA TAMBÉM: