Terapias alternativas para pets: descubra os benefícios dessas práticas

Algumas técnicas incríveis aplicadas em humanos também servem para os bichinhos. Saiba mais!

Terapias alternativas para pets: descubra os benefícios dessas práticas
Foto: Shutterstock

Quem tem animais de estimação em casa sabe que eles precisam de vários cuidados, não é mesmo? Dar comida, banho e carinho nem sempre é suficiente, pois são sensíveis e passam pelas próprias questões, assim como os seres humanos. Para isso, existem algumas terapias alternativas para pets que podem ajudar.

As mesmas feitas em nós também são aplicadas nos bichinhos, possuindo inúmeros benefícios. Reiki, acupuntura e aromaterapia são algumas delas, conhecidas há milhares de anos, sendo ótimas tanto para o bem-estar físico quanto emocional dos animaizinhos. Confira as vantagens dessas práticas para os pets!

Por que fazer terapias alternativas para pets?

Reiki

A terapia tem como finalidade o restabelecimento da harmonia física, mental e emocional através do equilíbrio do sistema energético do organismo, agindo diretamente na causa e disfunção que gerou a doença ou desequilíbrio. O Reiki está presente até no Sistema Único de Saúde (SUS) como prática integrativa, ganhando destaque em tempos de coronavírus.

“Essa é uma terapia de origem japonesa, feita com a imposição das mãos, aplicadas nos centros energéticos do corpo, tanto das pessoas como dos animais. Trabalha a mente e o espírito. Os especialistas dizem que pode ocasionar curas físicas”, diz João Pedro Lúcio, consultor de operações da Maria Brasileira, rede de franquias que oferece alguns serviços para pets.

O Reiki é uma das terapias alternativas para pets mais utilizadas para melhorar os distúrbios comportamentais, reduzir o estresse, cessar ou aliviar a dor, acelerar o processo cicatricial e melhorar o sistema imunológico e endocrinológico. Ele também é muito usado na diminuição dos efeitos colaterais de quimioterapia e outros medicamentos, além da prevenção de doenças e disfunções físicas, emocionais e mentais.

Aromaterapia

Já a aromaterapia utiliza produtos naturais, como óleos essenciais e fragrâncias para estimular o animal e promover seu bem-estar. Eles podem ser usados para acalmar, desestressar, evitar hiperatividade, aliviar a depressão e educar. Os óleos essenciais são extraídos de ervas, folhas, flores, caules e raízes medicinais.

Saiba a seguir quais óleos aromatizados são mais indicados nas terapias alternativas para pets e os benefícios de cada um deles. Mas atenção! Consulte um especialista para instruir sobre a diluição correta e a forma de utilização no seu cachorro, gato, coelho ou outros bichinhos.

  • Limão: ideal para se concentrar durante o treinamento, pois vai reforçar a atenção. Além disso, é bom para o sistema circulatório, regenera o tecido conjuntivo e repele insetos;
  • Camomila: é um excelente calmante, mostrando-se benéfico em casos de impaciência e irritabilidade. Também alivia as inflamações alérgicas e as dermatites, curando mais rápido as feridas;
  • Lavanda: para acalmar, aliviar inseguranças, ajudar a dormir e resolver problemas de pele;
  • Eucalipto: serve para melhorar o humor e pode ser usado como estimulante mental para o seu animal de estimação, já que ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo do cérebro. Também repele insetos.

Acupuntura

Entre as outras formas de terapias alternativas para pets temos a acupuntura, que também é bastante utilizada e faz muito bem para eles. A técnica milenar chinesa, que utiliza agulhas em determinados pontos do corpo dos bichos, pode melhorar a saúde e resgatar sua qualidade de vida.

A aplicação deve ser feita sempre por um veterinário especializado – em animais de qualquer idade ou sexo. Ela é usada não só no comportamento, sendo ótima também para todas as doenças físicas, como a artrose, por exemplo. O tratamento não causa dores nem reações adversas. A melhora é gradativa, mas também pode ser imediata, evitando, inclusive, o uso de certos remédios e até intervenções cirúrgicas nos bichanos.

“Essas terapias fazem parte de um tratamento completo, não apenas do sintoma ou do agente que causa a doença, proporcionando equilíbrio e capacitando o organismo do animal a reagir contra o problema”, explica João Pedro.

A acupuntura ajuda a tratar doenças respiratórias, musculares, dermatológicas, neurológicas e urogenitais, além daquelas relacionadas ao sistema gastrointestinal e à estrutura óssea. Também é indicada para auxiliar nos distúrbios endócrinos, patologias oculares, viroses e até no tratamento do câncer e na recuperação pós-cirúrgica.

Agora que você já conhece as principais terapias alternativas para pets, basta conversar com um veterinário de confiança e escolher a mais indicada para o seu bichinho. Usufrua dos benefícios!

Leia também:

Colaboração: João Pedro Lúcio/Maria Brasileira | Edição: Renata Rocha e Mariana Oliveira