Criatividade: saiba como desenvolvê-la no trabalho

Como um diamante bruto, lapidar a criatividade pode trazer conquistas na sua carreira. Saiba como exercê-la no ambiente profissional

Por Giovane Rocha - 21/07/2016
Homem trabalhando no computador.jpg

iStock.com/Getty Images

A criatividade é a oportunidade de ter novas ideias, enxergar oportunidades e ter a determinação de colocá-las em prática, tornando-se um profissional diferenciado.

Independentemente da função em seu trabalho, mesmo que a criatividade não seja realmente necessária no dia a dia, ser criativo e, principalmente, pró-ativo vale o risco e pode abrir portas no seu futuro.

Reunião brainstorming.jpg

Foto: iStock.com/Getty Images

Para conseguir se destacar no quesito inovação, deve-se ficar atento às oportunidades de expressar suas ideias. É importante tomar iniciativas de conversar com outros colegas sobre novas ideias e oportunidades.

Separe um tempo com a equipe para fazer reuniões de brainstorming para discutir, propor e agregar diferentes sugestões. No fim das contas, um conjunto de ideias medianas pode dar vida à criação extraordinária. “Deixar a mente livre para pensar e ‘viajar’ pelos pensamentos é a melhor maneira de ser mais criativo”, aconselha diretor de criação Fausto Falcão.

Saiba expressar sua criatividade

É necessário saber explicar suas ideias de uma forma simples e funcional para que todos compreendam. Afinal, ninguém pode ler a sua mente e enxergar a ideia do mesmo modo que você.

“Uma dica que eu costumo dar é imaginar se uma criança de dez anos entenderia a explicação da sua ideia em até 30 segundos. Quanto mais complicada a explicação, mais difícil atrair a atenção de qualquer interlocutor”, orienta o coach de carreiras André Luiz Dametto.

Homem trabalhando no computador.jpg

Foto: iStock.com/Getty Images

No entanto, expressar uma ideia pode ser difícil para algumas pessoas devido ao receio de serem ridicularizadas. O importante é se desprender dessa sensação, acreditar no seu potencial criativo e ter calma na hora de expor seu pensamento. Se necessário, treine sozinho a explicação antes ou desenvolva um projeto piloto para ganhar mais confiança em relação ao seu conceito.

Alguns conselhos

Mesmo que sua profissão seja baseada em rotinas bem definidas, procure pontos nos quais consiga exercer alguma criatividade. Não se deixe levar pela “mesmice” diária e fuja da zona de conforto. Segundo Dametto, “o perfeccionismo e a procrastinação são grandes ofensores da criatividade no dia a dia”.

Lãmpada acesa.jpg

Foto: iStock.com/Getty Images

Não reprima uma ideia; por mais maluca que ela pareça, pode ser algo inovador que ninguém pensou ainda. E, mesmo que não acerte na sugestão, não se preocupe: errar com certeza faz parte do processo de criação e, principalmente, de aprendizagem.

Os erros podem levar você a novos pensamentos que sequer tinha cogitado antes. Então, não dependa de insights, esperando uma ideia milagrosa cair do céu direto para sua cabeça e acender aquela famosa lâmpada. Afinal, nem mesmo a lâmpada foi inventada na primeira tentativa por Thomas Edison.

Ambiente inspirador para criar

O local onde trabalhamos pode influenciar tanto positiva quanto negativamente no desempenho profissional. Segundo a designer Fabiane Mandarino, “o ambiente profissional pode nos estimular criativamente através dos cinco sentidos. Cores, cheiros, texturas, temperatura, iluminação ou dimensão de um espaço podem nos inspirar”.

Montar um espaço com elementos que o inspirem, como fotos, livros, quadros, cores favoritas e plantas, também é importante para estimular sua criatividade. Além disso, “deixe os materiais que usa sempre ao seu alcance. Crie um ambiente prático para sua atividade. Um ambiente planejado proporcionará maior otimização do espaço, organização e conforto”, indica a designer.

LEIA TAMBÉM

Veja como é a criatividade de cada signo!
20 receitas para despertar sua criatividade na cozinha
5 dicas de como utilizar a linguagem corporal no trabalho
Desanimada e triste no trabalho? Veja a solução para melhorar seu rendimento

Consultorias: André Luiz Dametto, coach de carreiras e professor no MBA de Gestão Estratégica de Pessoas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Fabiane Mandarino, designer da Academia da Cor e Design (www. acdrj.com.br), no Rio de Janeiro (RJ); Fausto Falcão, diretor de criação da Fess’Kobbi (www.fesskobbi.com.br), em São Paulo (SP). Texto: Giovane Rocha/Colaborador – Entrevistas: Natália Negretti.