Tapioca poderosa: invista na goma para conquistar a boa forma

Além de muito saborosa, pode ser uma grande aliada da saúde e do emagrecimento

Foto de uma tapioca poderosa para o emagrecimento em um frigideira preta
Foto: Getty Images

Ela já se tornou a queridinha das dietas, mas você sabe realmente como essa goma turbinada atua na perda de peso e no seu bem-estar? Confira como ela te auxilia no emagrecimento, é uma fonte de nutrientes, um potente pós-treino e invista já na tapioca poderosa!

Desvendando

A goma, que compramos no mercado e mais parece uma farinha branca, provém da fécula extraída das raízes da mandioca e é cheia de vantagens para o organismo. “Ela possui baixo teor de lipídeos, é fonte de energia – devido ao seu alto teor de amido –, não possui conservantes, corantes, é de fácil digestão e livre de glúten”, revela Juliethe Mardones, nutricionista clínica.

Nutrindo

Rica em vitaminas e nutrientes, ela auxilia a formação de glóbulos vermelhos, por conta do ferro em sua  fórmula, é um fortificante ósseo, em função do cálcio e da vitamina K e devido à presença de ácido pantotênico B5, “atua no metabolismo dos carboidratos e gorduras, sendo responsável pela produção e armazenamento de hormônios”, conta Juliethe. Além disso, possui  Selênio, um antioxidante que atua na prevenção de doenças e vitaminas do complexo B, que colaboram com a síntese de proteína, com o sistema imunológico, sistema neurológico, entre outros.

Tchau, gordurinhas!

Além das vantagens para a saúde, a tapioca é um curinga para o emagrecimento. “Ela possui características excelentes que são parceiras da boa forma: apresenta baixas calorias –  cada colher de sopa rasa (30g) da goma, corresponde, em média, à 68 kcal –, e é um carboidrato livre de gorduras e de glúten” explica a profissional.  Apesar de todos os benefícios, entretanto, é preciso usá-la com cautela: a goma possui alto índice glicêmico, ou seja, a transformação do carboidrato em açúcar é rápida. Isso pode gerar um pico de insulina (hormônio aliado da gordura),  que não é vantajoso para a perda de peso e pode até ser perigoso para pessoas com diabetes. Mas, não se preocupe, dá para abaixar a carga glicêmica dela quando associada a outros alimentos.

Potencialize

Para tornar sua metabolização mais lenta, basta uni-lá com outros alimentos que fazem o processo ser mais devagar, como farinhas de amêndoa, coco e linhaça, proteínas magras e gorduras “boas”, como azeite, tofu e abacate, por exemplo.  A nutricionista ainda dá uma dica para quem quer emagrecer: “Vale lembrar que, de maneira isolada, os alimentos ou nutrientes não fazem milagres, é necessário adotar uma rotina saudável, reduzindo e, se necessário, suspendendo o consumo de alimentos industrializados, refinados, doces, entre outros que colaboram com a inflamação e o acúmulo de gorduras”.

Tapioca poderosa para o treino

O alto índice glicêmico pode, entretanto, ser um aliado do pós-treino, “pois auxilia na reposição dos estoques de glicogênio muscular”, explana a profissional.  Além disso, deve ser ingerida com alguma proteína para ajudar na reconstrução da massa magra. Já no pré-treino só será vantajoso se em conjunto com os alimentos falados acima, “que facilitam na liberação gradativa e lenta de energia durante o treino, sem elevar a glicose e gerar uma hipoglicemia de rebote, que acontece quando os níveis de glicose abaixam de maneira brusca “, complementa.

Como consumir

Juliethe explica que o melhor horário para consumir a tapioca poderosa é durante o dia, pois, nesse período, “temos maior atividade cerebral, respeitando o que chamamos de ciclo circadiano, ou seja, nosso relógio biológico, que sincroniza nosso organismo, adaptando-o aos fatores externos e levando em conta que durante o dia nossas atividades são maiores e o metabolismo está mais ativo”, finaliza.

Consultoria: Juliethe Mardones Falcão, nutricionista clínica, de Bauru (SP)

LEIA TAMBÉM