Tabagismo é principal causa do desenvolvimento de câncer de bexiga

Especialistas apontam que 50% dos casos estão relacionados ao desenvolvimento da doença

Tabagismo. Imagem de uma mulher fumando um cigarro
Cerca de metade dos casos de câncer de bexiga está relacionado com o tabagismo. FOTO: iStock.com e Getty Images

Além de ser considerada a principal causa de morte evitável em todo o mundo, pela OMS (Organização Mundial da Saúde), o tabagismo também é causador de diversos tipos de câncer, entre eles o de bexiga – que, somente em 2016, atingiu 9.760 pessoas no Brasil, segundo dados do INCA (Instituto Nacional do Câncer) e, por essa razão, julho é considerado o mês de conscientização da doença. Segundo especialistas, metade dos casos da neoplasia é atribuída ao consumo do tabaco.

“A fumaça inalada pelos fumantes contém alguns carcinógenos que são absorvidos pelos pulmões, entram e são transportados pelo sangue, filtrados pelos rins e, por fim, concentram-se na urina. Estas substâncias podem danificar as células da bexiga, aumentando consideravelmente os riscos de câncer no órgão”, explica o oncologista Diocésio Andrade.

Causas diversas

“Caso o paciente note alterações como dor, sangramento e necessidade frequente de urinar, mas sem conseguir fazê-lo, ele deve procurar um especialista, pois estes são alguns dos sinais de alerta para diferentes doenças do aparelho urinário, incluindo o câncer de bexiga”, alerta o oncologista.

Conheça as características do câncer causado, principalmente, pelo tabagismo e saiba como preveni-lo:

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Diocésio Andrade, oncologista do Grupo Oncoclínicas/InORP (Instituto Oncológico de Ribeirão Preto)

 

LEIA TAMBÉM