Padre Fábio de Melo fala sobre suicídio da irmã: “achei que tinha sido tudo uma mentira”

O suicídio da irmã do Padre Fábio de Melo foi um dos temas de sua entrevista com o jornalista Roberto Cabrini, no Conexão Repórter

Suicídio da irmã do Padre Fábio de Melo
Foto: Divulgação/SBT

Nesta segunda-feira (23) foi ao ar a entrevista do Padre Fábio de Melo no Conexão Repórter, exibido pelo SBT. Em conversa com o jornalista Roberto Cabrini, o religioso falou sobre a crise de pânico e sobre os traumas sofridos logo após a morte de sua irmã, que tinha 59 anos. Pra quem não sabe, o suicídio da irmã do Padre Fábio de Melo aconteceu em setembro de 2016 e causou um forte sentimento de culpa no cristão.

“Eu achei que tinha sido tudo uma mentira, uma bobagem. Porque no meio de tudo aquilo eu não fui capaz de resgatar a minha irmã. Eu não fui capaz de ser para ela o que eu considero ser para muitas pessoas. É como se fosse um excelente médico e o paciente está morrendo ao meu lado e eu não o vejo”, declarou o Padre Fábio de Melo em referência ao suicídio de sua irmã.

Quando questionado por Cabrini sobre qual motivo Deus ter permitido que um ente querido tivesse se suicidado, Fábio respondeu: “Deus não interfere nas nossas escolhas. O agir de Deus na nossa vida é muito delicado. Ele nos dá o livre arbítrio e a partir deste livre arbítrio a gente escolhe o que vai fazer“, esclareceu o cristão.

Emocionado, o líder religioso falou sobre o reflexo da morte de sua irmã durante a depressão: “era a lembrança que mais me doía. Eu não consegui chegar para o sepultamento“.

Além disso, Fábio relatou suas sensações quando estava com síndrome do pânico: “era como se eu estivesse com medo de tudo o que me rodeava. Pra você ter uma ideia, em alguns momentos daquela semana se escondia debaixo da cama porque tinha alguém chegando para fazer algum tratamento”.

Contrariando a ideia de que os líderes religiosos são seres superiores, o cristão revelou com detalhes seus pensamentos durante as crises psicológicas: “eu tive desejo de morrer. Um desejo que aquilo acabasse. Uma sensação de que aquilo era infinitamente superior ao que eu podia aguentar“.

Para finalizar, o padre contou que não acreditava nos problemas em que sua irmã estava enfrentando: “e algumas vezes na minha vida, quando ela me ligava e me dizia que estava “assim e assado”, eu não acreditava. Eu achava que ela estava querendo chamar minha atenção quando ela dizia que queria morrer. Eu dizia ‘ah meu Deus, a Cida fazendo drama de novo‘”.

Depois de enfrentar a depressão, Fábio de Melo passou a levantar a bandeira da saúde mental e revelou ter um respeito póstumo por Cida: “eu não tinha como voltar no tempo, retirar minha irmã da sepultura, abraçá-la  e dizer ‘eu acredito no que você sofre“‘, finalizou.

Agora que você já sabe como o suicídio da irmã do Padre Fábio de Melo refletiu em sua vida, que tal aprender ainda mais sobre a vida com seus ensinamentos? Confira 5 mensagens de fé do cristão:

 

LEIA TAMBÉM: