Como tratar a Síndrome do Olho Seco que afeta os pets?

Descubra qual é o tratamento mais comum para esse mal que afeta principalmente os cachorros

Cachorro marrom sentado na grama se coçando
A Síndrome do Olho Seco, que afeta principalmente os cães, tem como tratamento lubrificantes oculares (FOTO: Shutterstock Images)

A Síndrome do Olho Seco é qualquer alteração no filme lacrimal e na superfície ocular que provoca irritação, e é muito frequente em cães. De acordo com a médica veterinária especializada em oftalmologia Adriana Lima Teixeira, a prevalência da doença pode variar conforme o local: “Na América, as raças de cães predispostas incluem Cavalier King Charles Spaniel, Bulldog Inglês, Lhasa Apso, Shih tzu, West Highland Terrier, Pug, Bloodhound, Cocker Spaniel Americano, Pequinês, Boston Terrier, Schnauzer miniatura e Samoieda. Na Eupora, um estudo do Reino Unido mostrou que as raças com maior incidência da doença são o Cocker Spaniel Inglês, Cavalier King Charles Spaniel, West Highland Terrier e Shih tzu”.

Quais são as causas e como tratar?

Existem diversos fatores que podem contribuir para o surgimento da síndrome. A mais comum é a imunomediada nos cães, que não há cura, apenas tratamento contínuo. Em gatos, ocorre devido à infecção pelo herpesvírus. “Frente à necessidade de uso contínuo de medicação em pets portadores de olho seco, os substitutos da lágrima devem ser considerados como importantes ferramentas adjuvantes, principalmente na fase inicial do tratamento. Em pacientes refratários ao tratamento específico, os lubrificantes poderão ser a única opção para dar conforto ao paciente”, destaca Adriana.

Os substitutos de lágrimas promovem lubrificação, proporcionando conforto ocular aos pets. A frequência de uso dependerá da composição do medicamento e da gravidade de cada caso.

LEIA TAMBÉM

Consultoria: Adriana Lima Teixeira, médica veterinária parceira da Vetnil® – que oferece lubrificantes da Linha Optivet® desenvolvidos especialmente para os pets -, diretora científica do Grupo de Ensino em Oftalmologia Veterinária (GENOV) e coordenadora da especialização em oftalmologia da Associação Nacional dos Clínicos Veterinários de Pequenos Animais.