Sem ansiedade, sem ataque! Comer por nervosismo é um dos piores sabotadores da dieta

Comer por nervosismo pode ser um problema sério que, além de atrapalhar o emagrecimento, causa distúrbios alimentares. Saiba contornar esse problema e viva sem ansiedade

mulher calma tomando chá
Foto: Shutterstock.com

Só de falar em cortar doces e gorduras você já fica impaciente e angustiada, pensando no cardápio e no que poderá ou não comer? Pois é, a ansiedade ao seguir um plano de emagrecimento, muitas vezes, cria a compulsão por se alimentar de forma exagerada e até mesmo sem ter fome. Perder peso não é fácil e nem acontece do dia para a noite, pior ainda quando existe um vilão difícil de combater: você mesma! Aprenda a lidar com o nervosismo e fique sem ansiedade durante o dia.

Identificando o problema

O esforço para emagrecer já começa na hora em que você decide que precisa de reeducação alimentar, comer em menor quantidade e, ao mesmo tempo, melhorar a qualidade do que coloca no prato. Para isso, é preciso muita disciplina, assim como controlar os hábitos alimentares e os desejos impulsivos por atacar a geladeira fora de hora.

Mude de hábitos!

• Pare de comer com pressa, no sofá ou vendo televisão. Nada pode atrapalhar nem tirar a concentração na hora da comida, caso contrário, você não presta atenção no que está consumindo e, quando perceber, já passou da conta;

• Não pule refeições e nem fique muito tempo sem ingerir alguma coisa. Isso faz o organismo estocar gordura e você a extrapolar na próxima refeição;

• Evite encarar doces e alimentos calóricos como proibidos. Isso torna a dieta um martírio e cedo ou tarde você cederá à tentação de comer alimentos fora do cardápio recomendado. O certo é comer de tudo, mas com bastante moderação;

• Não resistiu ao bombom ou àquele hambúrguer apetitoso? Tudo bem, mas não repita o deslize e não adie a dieta para a semana seguinte!

Sem ansiedade

• Alimente-se de três em três horas;

• Exercícios físicos auxiliam não apenas na hora de manter a boa forma, como também descarregam a tensão e liberam substâncias relaxantes no organismo;

• Procure a ajuda de um psicólogo para superar os problemas pessoais que podem resultar na compulsão alimentar;

• Meditação e ioga ajudam a relaxar e, consequentemente, diminuem a vontade compulsiva por comida;

• Consuma alimentos que atuam contra a ansiedade, como laranja, camomila, espinafre, semente de girassol, frango e atum.

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Cecília Zylberstajn, psicóloga, psicodramatista e psicoterapeuta de São Paulo

LEIA TAMBÉM