Sal e açúcar: vilões da dieta e da saúde!

Os dois ingredientes são inimigos do nosso corpo. Entenda por que o sal e o açúcar emperram a dieta e prejudicam a saúde e o bem-estar do organismo!

açúcar caindo na colher
Foto: iStock.com/Getty Images

Quem quer perder peso precisa saber da importância em diminuir ou eliminar de vez o açúcar refinado, como também entender os malefícios do sal em excesso e o quanto ele atrapalha o processo de emagrecimento. A seguir, veja bons motivos para você evitá-los no dia a dia:

Sal, o vilão da saúde!

punhado de sal na mesa

Foto: Glow Images/Latinstock

A medida ideal e saudável de sódio por dia é de 2g, ou seja, 1/2 colher de café! Quando consumido em excesso, o sal atrai as moléculas de água para si, causando a retenção de líquidos e, para manter o equilíbrio e normalizar a falta de água nas células, o organismo aumenta a pressão arterial, acelerando o fluxo de sangue. Além disso, os rins também são afetados porque, como há excesso de sódio no sangue, ele não é totalmente eliminado do corpo. Rins saudáveis são capazes de filtrar 1.070 litros de sangue, mas com a pressão alta eles retêm resíduos do próprio organismo, afetando, assim, o funcionamento dos demais órgãos.

SAIBA MAIS

Qual o meu tipo de barriga e como diminui-la?

5 truques para dar adeus à celulite!

Conheça os benefícios da amora para emagrecer!

Açúcar: o sabotador de dietas!

açúcar caindo na colher

Foto: iStock.com/Getty Images

O tipo refinado, usado para adoçar o café, os chás e no preparo de bolos, é um carboidrato simples, absorvido com facilidade pelo organismo. Extraído da cana ou da beterraba, possui aditivos químicos e nenhum nutriente. No dia a dia consumimos o açúcar sem perceber em balas, doces, biscoitos, sobremesas, refrigerantes, suco de caixinha, ketchup, entre outros ingredientes. O limite de ingestão é de, no máximo, 10% total de calorias por dia, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Quando ultrapassamos essa quantidade, ele se transforma em gordura corporal, principalmente visceral, aquela que se acumula em volta dos órgãos e vísceras, colaborando para o aumento da barriguinha. Para driblar esse inimigo, aposte em alternativas naturais na hora de adoçar seus pratos, como o adoçante de estévia ou o açúcar orgânico.

Texto: Júlia Prado | Consultoria: Greice Caroline Baggio, nutricionista