Como sair de situações constrangedoras na festa de Natal

Todos nós já passamos por uma situação constrangedora na vida! E as coisas só ficam piores nas festas de final de ano. Veja como sair delas nesse Natal

momento vergonha
Por Vítor Ferreira - 23/11/2016

Foto: Divulgação

Nada melhor do que a noite de Natal, não é mesmo? Parentes reunidos, muita comida, amigos importantes, presentes aos montes e luzinhas maravilhosas! Bom, tudo está perfeito até alguém fazer aquela pergunta embaraçosa ou piadinha sem graça, deixando o clima meio chato. Afinal, que família não tem o famoso tio do “É Pavê ou Pácumê“?

Não se preocupe! Para te ajudar a fugir de momentos constrangedores com elegância, separamos algumas dicas pertinentes. Dá uma olhada:

1. Perguntas embaraçosas

Situação: “Como anda os namoradinhos? E a faculdade? Vai fazer artes? Isso dá dinheiro? Você já pensou em fazer um tratamento de pele? Trocar a cor do cabelo?” NÃO, NÃO E NÃO! Todos nós temos aquele familiar que adora fazer perguntas chatas que servem mais para cutucar do que realmente para conhecer mais sobre nós. E o pior, às vezes nem pensamos nessas coisas e somos influenciados a responder para parecer simpáticos.

Solução: Tente fugir o quanto antes dessas perguntas, responda de maneira ágil e que não deixe brecha para mais assuntos. Alguns exemplos são: “Está tudo muito bem na minha vida” “Estou ótima, não se preocupe!”

2. Não curtiu a comida

Situação: Sempre tem aquela tia que traz um prato que você não gosta e te obriga a comer. Ou ainda pior: as terríveis passas no arroz, no peru, na sobremesa! ELAS ESTÃO POR TODA PARTE! Não importa o quanto aquela ceia seja atrativa e suculenta aos olhos, invariavelmente terá aquela comida que é péssima e nem deveria fazer parte do Natal.

Solução: Olhou a mesa, analisou os alimentos, achou o que que não gosta? Apenas afaste-se e encha o prato com outra que realmente irá comer. Caso alguém pergunte se comeu o bendito prato diga que sim, que adorou, mas que já está satisfeito.

3. Esqueceu um presente

Situação: Finalmente chega a hora de trocar os presentes! Todos estão felizes, esperando aquela retribuição de amor e carinho. Até aí tudo bem! Quando, de repente, você percebe que há 15 pessoas na sala e 14 lembrancinhas na sua sacola. Parece que alguém vai ficar chateado!

Solução: Tente agir naturalmente! Coloque todos os seus presentes no pé da árvore para disfarçar a gafe, corra para o banheiro e fique por lá um tempo, deixando que cada um pegue a sua respectiva recordação. Caso a ideia não dê certo, você pode usar três táticas: 1 – Seja sincero e diga que não comprou nada; 2 – Diga que esqueceu em casa, mas que levará para a pessoa outro dia; 3 – fique do lado de algum parente próximo para quando ele fizer a troca fingir que é um presente dos dois.

4. Comprou um presente barato e a pessoa te deu algo caro

Situação: Você compra um chinelo e ela te dá um bolsa tendência! Ou pior ainda, um conjunto de meias versus um uma roupa bafônica! Onde enfiar a cara? Devo me desculpar? Talvez fingir um desmaio? Uma coisa é certa: a pessoa irá perceber que os valores são bem diferentes e que ficou em desvantagem.

Solução: Diferente do Amigo Secreto, presentes de Natal não têm um preço estipulado, o que acaba por gerar em algumas circunstâncias momentos constrangedores como esse. Todos já deveriam ir preparados para ganhar algo que não vão gostar, muito menos usar. A solução para esse caso é: não fique tímido ou embaraçado! Seja espontâneo, ria da situação com a pessoa, afirme que irá compensar de outra maneira ou em um momento oportuno.

5. Tirou alguém que não gosta no amigo secreto

Situação: Você sabia que uma pessoa na qual não gosta também está iria participar do Amigo Secreto, mas mesmo assim decide envolver-se. Na hora do sorteio, azaradamente é o nome dela que está escrito no seu papelzinho. Sua reação? Ficar com aquela cara de emburrada, com um bico estampado na boca, sentindo uma raiva fluindo por todo o seu corpo e desejando socar alguma coisa (ou alguém).

Solução: Posso trocar?” O ideal é que isso não aconteça, uma vez que a situação pode ficar chata e todos tomarem conhecimento do seu aborrecimento com ela. Assim, encare como um desafio e continue a brincadeira. Na hora da apresentação só não fale muito, seja sucinto e compre um presente neutro.

6. Esqueceu o nome de alguém

Situação: Um dos únicos momentos em que toda a família está reunida no ano é durante o Natal. Ou seja, você pode até conhecer a maioria dos seus tios e primos, mas sempre terá alguém que não faz a menor ideia de quem seja, ou que até lembra dela vagamente, porém não recorda o seu nome, de onde provém e qual seu vínculo com o dito cujo. Tudo fica ainda mais estranho quando ela vai te cumprimentar como se fosse superíntima, e dizendo várias coisas sobre sua vida.

Solução: “Oi, tudo bem, fulano? Há quanto tempo, hein!” “Oi, tudo sim e você? Pois é!” Você não precisa se referir a pessoa pelo nome dela, basta dar continuidade as coisas que ela fala sem aprofundar muito os assuntos. Em caso de emergência, diga que precisa ir ao banheiro e que já volta. Assim dá tempo de se informar sobre aquele provável parente desconhecido.

7. Roupa errada

Situação: Você planeja todo um look para o Natal, prepara cada acessório, combina as texturas, tecidos e cores. Quer estar deslumbrante para a festa, mostrar quem é a parcela mais bonita da família. A confiança é tanta que não tem como o visual dar errado. A menos que: o tempo mude de uma hora para a outra. Todo mundo está agasalhado e só você de vestido. Os familiares começam a te julgar, pedem para que você coloque algo por cima, ou ainda a abominável pergunta: “O que estava pensando quando decidiu sair assim de casa?”

Solução: Tenha sempre um plano B, uma roupa reserva, como uma jaqueta (caso faça frio) ou blusinha de manga curta (caso faça calor). Não pensou nisso? Tudo bem! Fique em ambientes onde o clima esteja mais agradável para você. Ofereceram alguma roupa para se sentir mais confortável, agradeça e se quiser aceite ou não. E se alguém pronunciar a terrível pergunta, responda: “No frio ou no calor, eu continuo linda, meu amor!”. Saia desfilando!

8. Fofocas

Situação: As tias futriqueiras chegaram, não há como fugir das suas fofocas e comentários irritantes. Elas se aproximam de você e começam a despejar várias informações que não fazem o menor sentido e que não te interessa em nada. Sem falar das perguntas embaraçosas e das comparações, como: “Você faz jornalismo? Nossa! Isso dá dinheiro? Meu filho é médico, será um grande doutor!”. Seu único pedido para o Papai Noel é que ele te tire dessa enrascada o quanto antes.

Solução: Geralmente, as pessoas fofoqueiras andam em bandos, cercando o seu alvo, fazendo-o ficar acuado, quase sem espaço para respirar. Sua saída? Entre no jogo, comece a falar de si mesma, invente histórias fabulosas, coisas que não fez, mas que vão as deixar de boca aberta. Uma hora elas ficam entediadas de ouvirem só sobre você e se mandam. Também há a desculpa do banheiro, ou de que vai pegar alguma coisa para comer. Caso seja possível, tente não ser grossa ou ácida, apenas saia de fininho.

LEIA TAMBÉM