Saiba como tratar seios rachados durante a amamentação

Nesta fase, os mamilos podem ficar extremamente machucados caso não se tenha os cuidados necessários

seios rachados
Foto: iStock

A amamentação é um período da maternidade esperado por muitas mulheres, já que durante esta fase a conexão entre mãe e filho se torna ainda maior. Porém, o processo pode ser bastante incômodo por conta de problemas como seios rachados, mastites e bloqueios.

No caso de rachaduras, elas normalmente aparecem quando o bebê suga apenas o mamilo, quando a sucção deveria ser realizada em grande parte do peito da mãe. Quando o bebê envolve o bico dos seios com a língua, ele o leva para além do palato mole, obtendo uma transferência correta de leite e protegendo o mamilo de possíveis lesões.

Possíveis causas do acoplamento deficiente

Esse momento em que o bebê se une ao corpo da mãe para realizar a sucção é conhecido como acoplamento. Sobre este processo é importante ressaltar que qualquer tipo de problema normalmente não está relacionado ao mamilo da progenitora. Geralmente, as questões estão ligadas à características orofaciais dos bebês ou às das mamas em si.

Além disso, o estado de drenagem do tórax durante a queda de leite pode causar dificuldades no acoplamento caso uma mama esteja congestionada, por exemplo. Próteses mamárias, o apoio e manuseio da criança, freio curto e pequena abertura da boca, também podem levar a essa condição.

Como tratar seios rachados?

A intensidade da dor e as características das rachaduras variam. Elas podem ser leves ou moderados quando dourados ou profundos quando avermelhados ou sangrados. Em todos os casos, o mais importante é a correção do acoplamento. Assim que isso for feito, a rachadura deixará de ocorrer e se curará rapidamente.

  • Não use creme que mantenha a área úmida e quente;
  • Manter os seios livres para respirarem ar o máximo possível;
  • Amamentar com a mama menos ferida enquanto o outro leite é extraído para estimular;
  • Evitar o uso de bombas de mama, já que geram uma estimulação excessiva.

Caso os mamilos não se curem e continuem doloridos, pode ser sinal de que há uma infecção na região. Por isso, é extremamente importante a correção do acoplamento para que os seios consigam se manter saudáveis. Além disso, também é importante ressaltar que a suspensão abrupta da amamentação não é recomendável.

Recomendações fundamentais para a amamentação

Contando com os cuidados básicos que devem ser tomados ao longo do processo, há algumas atitudes e medidas que ajudam para o cuidado com o corpo da mãe e uma alimentação saudável do bebê.

  • Usar sutiãs adequados;
  • A escolha de uma posição deve estar de acordo com a condição que a mãe possui;
  • Observar o próprio corpo diante de mudanças na demanda ou no sono do bebê;
  • Evite usar tetinas e chupetas até que a amamentação seja instalada.

Vale ressaltar que se os problemas persistirem, consulte um médico especialista ou vá até a maternidade onde o bebê nasceu para maiores informações e cuidados.

Leia também: