Reumatismo: 5 fatores de risco que facilitam o problema

O reumatismo não pode ser evitado, mas existem algumas ações do dia a dia, por mais simples que pareçam, capazes de agravar o quadro!

Infelizmente, as doenças reumáticas não podem ser evitadas. Contudo, existem algumas ações do dia a dia, por mais simples que pareçam, capazes de agravar o quadro diagnosticado. Dessa forma, é importante analisar alguns hábitos para prevenir que a doença piore de forma abrupta. A seguir, você descobre quais os costumes precisa evitar, além de entender como eles estão relacionados aos distúrbios.

mulher-reumatismo-dor-costas-saude

FOTO: Shutterstock

Cigarro

Em um único cigarro é possível encontrar mais de 4 mil substâncias tóxicas, as quais podem causar problemas variados na saúde, inclusive piorar os quadros reumáticos. Um estudo chamado “As consequências de fumar para a saúde – 50 anos de progresso”, realizado nos Estados Unidos, mostrou que o tabagismo tem influência sobre o processo inflamatório da artrite reumatoide, já que prejudica a função imunológica, além de inibir a ação de vários medicamentos. Por isso, quem sofre dessa doença, assim como quem preza por mais saúde, deve passar bem longe do vício.

 

Obesidade

Pode não parecer, mas esse é um fator primordial para a evolução das doenças reumáticas. Isso porque o excesso de peso
tende a causar uma sobrecarga no corpo, acelerando o processo de degeneração nas articulações. Por isso, conservar o ponteiro da balança dentro do recomendado é primordial. Então, lembre-se de evitar o consumo de alimentos gordurosos e ricos em açúcar, além de apostar sem medo em vegetais e ingredientes integrais.

 

Avanço da idade

Infelizmente, não é possível parar o relógio da vida e deixar de envelhecer. Embora viver bastante propicie experiências e momentos especiais, também existe o lado ruim: as doenças começam a surgir e, contra isso, nem sempre é possível lutar.
É comum na terceira idade algumas atividades rotineiras se tornarem extremamente desgastantes, como abaixar para pegar algo no chão ou descer uma escada. Por isso, fazer pequenas mudanças dentro de casa (como adaptadores para utensílios domésticos e a colocação de barras no banheiro, para ajudar no apoio do paciente) se torna importante, a fim de evitar que o quadro da dor seja agravado.

mulher-reumatismo-dor-costas-saude

FOTO: Shutterstock

Ficar muito tempo na mesma posição

Se você é uma pessoa que passa boa parte do seu dia sentado na mesmo posição ou deitado, saiba que essa atitude (aparentemente inofensiva) pode prejudicar – e muito! – a sua saúde. Quando a pessoa fica parada por um longo período, há um grande acúmulo de líquido no interior da articulação inflamada, favorecendo a dor.

 

Falta de vitamina D

É essencial adequar a alimentação para prevenir doenças de saúde, incluindo nutrientes que podem amenizar os danos causados pelas doenças reumáticas, caso da vitamina D. “Ela está relacionada a diabetes, doença celíaca, vitiligo, artrite reumatoide e esclerose múltipla. Em muitos pacientes, quando suplementados com vitamina D (ou até mesmo estimulando a produção da vitamina por meio da exposição solar), consegue-se um resultado satisfatório no tratamento dessas doenças”, destaca a nutricionista Camila Borduqui.

 

Texto: Larissa Tomazini

Consultoria: Camila Borduqui, nutricionista

 

 

 

LEIA TAMBÉM