RELACIONAMENTO

6 dicas para manter sua região íntima saudável durante o verão

Para não deixar o verão se tornar um incômodo, é importante ter atenção na hora de cuidar bem da sua região íntima. Confira essas dicas!

None
Foto Istock.com/Getty Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/12/2016 às 17:17
Atualizado às 11:22

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Verão é sinônimo de calor, praia, piscina e momentos de curtição, né? Para não deixar essa época se tornar um incômodo, é importante ter um pouco mais de atenção na hora de cuidar bem da sua região íntima. É no calor que a zona genital acaba ficando mais suscetível ao aparecimento de fungos e bactérias, mas separamos algumas dicas para você mantê-la sempre saudável. Confira!

1. Fique atenta à depilação

Nem todas as mulheres sabem, mas os pelos são a melhor barreira natural contra bactérias na região íntima, que é exposta e sensível a muitos tipos de complicações. Por isso, o ideal é não tirar todos os pelos! Além disso, procurar um método de depilação higiênico e com produtos confiáveis é a melhor alternativa. Hoje em dia, muitas mulheres preferem deixar a pelugem natural e ficam mais protegidas contra esses problemas.

2. Evite o biquíni molhado

Na praia ou na piscina, é comum ficar com as peças molhadas e acabar “esquecendo“. Mas esteja atenta: ficar o dia inteiro com o biquíni molhado pode ser um facilitador de várias doenças, como candidíase, bactérias que causam coceira e até mesmo infecção urinária! A dica é sempre deixar as peças secarem depois de entrar na água, ou levar na bolsa outro modelo ou uma calcinha de algodão para substituí-las.

mulher de biquini preto

Foto: PureStockX e DIOMEDIA

3. Cuidados com o absorvente

O absorvente interno está liberado, desde que usado com atenção e moderação. O importante é não ficar mais de seis horas sem trocá-lo! Com relação aos absorventes externos, prefira a cobertura suave, revestida em algodão, porque o modelo de cobertura seca é revestido com plástico, e tem a tendência de esquentar mais. Para quem utiliza o coletor menstrual, são poucas as preocupações nessa época do ano: por ser de silicone cirúrgico, o copinho não dá alergias, não esquenta e pode ser trocado em até dez horas.

4. Prefira roupas leves

A região íntima precisa respirar! Por isso, o ideal é evitar ao máximo usar roupas apertadas, coladas ou com tecidos grossos demais, como calças jeans. Prefira as roupas feitas com 100% de algodão, como saias e calcinhas. Prefira as peças rendadas para um momento especial com o parceiro, ok? E na hora de dormir, o ideal é ficar sem calcinha, para ventilar a área!

Mulher praia exposta aa água do mar e aos inimigos do cabelo

Foto: Shutterstock.com

5. Limpeza na medida certa

Outra medida para evitar fungos e bactérias na região íntima é fazer a limpeza da maneira correta, na medida certa. Sabonetes com essência, sabonetes íntimos e desodorantes íntimos não são produtos recomendados por boa parte dos especialistas. Se você tem odores, ardências ou coceiras, o ideal é buscar um ginecologista. Na hora da limpeza, prefira sempre dispensar qualquer produto e lavar somente com água corrente. No máximo, um sabonete neutro pode ajudar a tirar o excesso de sujeira.

6. Lavagem das peças

Na hora de limpar as peças íntimas, dispense amaciantes e alvejantes. Prefira usar sabão neutro, de coco ou antialergênicos, e enxágue bem! Ah, sabe aquela mania de pendurar a calcinha ou o biquíni no box do banheiro? Esse ambiente é perfeito para a multiplicação de fungos, então o ideal é evitar! 

mulher de biquini na praia

Foto Istock.com/Getty Images

Consultoria: Luiza Gil/Vagisil 

LEIA TAMBÉM