Chega de brigas: conselhos práticos para melhorar o clima entre o casal

Confira aqui algumas dicas práticas de como lidar com as brigas que vêm surgindo entre você e seu par, e deixar o relacionamento de vocês muito melhor.

None
Foto: PureStockX/DIOMEDIA

por Redação Alto Astral
Publicado em 07/02/2017 às 14:03
Atualizado às 10:59

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres
casal brigando, evite brigas

Foto: PureStockX/DIOMEDIA

Sem brigas: segredos da relação feliz

Comprometer-se de verdade: isso exige certas condutas como disciplina, investimento, tempo, dedicação e paciência.

Prática diária da tolerância: pressionadas, as pessoas se tornam ansiosas e intolerantes. Não desconte o estresse em quem está ao seu lado.

Comunicação ativa: isso significa falar, mas, sobretudo, escutar o outro, prestando atenção ao que ele está dizendo e pedindo, de forma explícita ou indireta.

Cada conflito, uma solução

Diálogo zero

O casal não consegue conversar sem provocações, acusações e tom de voz alterado.

O que significa: existem mágoas não resolvidas, além de conflitos internos que não foram expostos. O copo está se enchendo e vai terminar transbordando…

Para solucionar: tome a decisão acertada de começar a fazer diferente. Quando houver uma questão, foque em seus sentimentos, responsabilizando-se pelo que sente e não culpando o outro.

Exemplo: em vez de dizer “você vive me fazendo ciúme!”, tente “estou enciumada com o seu jeito de tratar as outras pessoas. Isso me incomoda e faz sofrer. Você consegue me ajudar?”.

Clima esfriou

Há semanas não acontece sexo e um não sabe como se aproximar do outro.

O que significa: o casal tem pendências e, como não estão conseguindo resolver, vão se distanciando fisicamente também.

Para solucionar: converse para que o desejo seja resgatado. Um dos dois deve ceder numa brincadeira, bilhetinho…

Exemplo: que tal fazer uma ligação no meio do dia ou um toque que sinalize “estou com saudades de você”? Vale dizer que gostaria de namorar, mas que será melhor se antes colocassem para fora os sentimentos e organizassem o coração.

Interferências e mágoas

Os palpites dos familiares, o ciúme e as brigas mal resolvidas levam a muitas discussões.

O que significa: que um aponta suas insatisfações, mas o outro não está ouvindo. E as velhas atitudes, aquelas que não estão funcionando, continuam sendo tomadas.

Para solucionar: primeiro, é preciso querer mudar. Consciente dessa escolha, novas atitudes devem ser tomadas com o intuito de privilegiar a relação e a pessoa amada. Tomar partido de um terceiro ou de questões supérfluas pode custar o amor entre o casal.

Exemplo: os dois precisam se perguntar “o que realmente importa pra mim?”. Se a resposta inclui o outro, valerá a pena abrir mão de algumas situações pelo bem do relacionamento. Só assim estará coerente com seus verdadeiros desejos.

Consultoria: Rosana Braga, especialista em relacionamento e comunicação | Site: www.rosanabraga.com.br

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.