Ciência: existe mesmo relação entre o uso da maconha e a esquizofrenia?

A possível relação entre o uso da maconha e a esquizofrenia é uma das questões mais controversas e aponta para diferentes respostas

maconha esquizofrenia ciencia
FOTO: Shutterstock

A possível relação entre o uso da maconha e a esquizofrenia é uma das questões mais controversas e aponta para diferentes respostas. A psiquiatra e psicanalista Helena Masseo de Castro avalia que “O mais correto a respeito disto, a meu ver, é que o uso de maconha pode acelerar o processo em alguém com predisposição para a doença, isto é, pode precipitar o início dos sintomas de esquizofrenia em uma pessoa que a desenvolveria, porém mais tarde”. No entanto, ela afirma que o uso da droga com certeza agrava o quadro de saúde de quem já possui a doença. Por ser uma droga perturbadora do Sistema Nervoso Central, a maconha também pode piorar outros transtornos psíquicos, como quadros de ansiedade, depressão, transtorno de pânico, fobias e outras psicoses, como persecutoriedades (que é a sensação de estar sendo seguido por algo ou alguém).

maconha esquizofrenia ciencia

FOTO: Shutterstock

Para Helena, o uso de maconha ou qualquer outra droga pode piorar qualquer problema psiquiátrico que uma pessoa possa ter “Quando o paciente passa a usar a droga abusivamente, ou torna-se dependente como forma de automedicação para seu sofrimento psíquico, não diagnosticado e não tratado, no início até pode aliviar, mas, a médio e longo prazo, com certeza, além da dependência, pode ocorrer um agravamento de seus transtornos”.

SAIBA MAIS

Como a maconha afeta o cérebro adolescente?

Álcool em excesso pode prejudicar memória de jovens

Ciência: existem problemas psicológicos decorrentes do uso de maconha?

Texto: Redação Edição: Angelo Matilha Cherubini Consultoria: Helena Masseo de Castro, psiquiatra e psicanalista