A região de Beiras em Portugal, é surpreendente a cada olhar!

Beiras, como é conhecido o Centro de Portugal preserva a cultura, a história e a natureza de maneira singular.

Por Vinicius Galico - 04/10/2017
beiras

Foto: Wikimedia Commons

Conhecer a região de Beiras, ou o Centro de Portugal, faz bem ao corpo, à mente e à alma. Com pouco mais de 28 mil km, a região foi agraciada com uma natureza ímpar e preservada. São leitos de rios de água cristalina envoltos por fauna e flora exuberantes, picos nevados junto a lagoas glaciares e serras esverdeadas. As civilizações antigas deixaram marcas em toda a província: nos aquedutos e ruínas romanas de Conímbriga, nos castelos e muralhas medievais; nos detalhes árabes e judaicos. E, mesmo as cidades mais badaladas, como Coimbra, Viseu e Aveiro, preservam monumentos históricos como poucas da Europa. E têm infraestrutura e serviços de primeira linha.

Viseu

A cidade é tipicamente portuguesa, com ruas elegantes e estreitas, e casarios de janelas e portas manuelinas. Quem também marca a cidade é o pintor renascentista Vasco Fernandes. Sua obra pode ser apreciada nas igrejas viseenses e no Museu Grão Vasco. A dica é iniciar o passeio pelo Adro da Sé. A catedral é decorada em diversos estilos. Destaque para a torre do relógio, em românico-gótico. O Museu de Arte Sacra Renascentista, que fica ali perto, promete surpresas. Veja também o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, com 600 degraus, e a Cava de Viriato, um parque que teria sido usado pelo herói Viriato no treinamento de guerreiros contra a invasão romana.

Para descansar, vá ao parque da cidade, que tem muita área verde, pista de gelo, atrações infantis e boliche. Na culinária, prove a vitela assada com arroz de forno e o cabrito assado. Os vinhos têm aromas refinados, como o tradicional Dão. Viseu conta ainda águas termais, um patrimônio arquitetônico deslumbrante. Não deixe de conferir as Termas de São Pedro do Sul, no norte da cidade. As águas terapêuticas são ideais para tratamentos de saúde.

Beiras, Viseu, Portugal

A cidade é tipicamente portuguesa, com ruas elegantes e estreitas, e casarios de janelas e portas manuelinas. Foto: Wikimedia Commons

Aveiro

A cidade fica entre o Porto e próxima a Lisboa, sendo de fácil acesso a Coimbra. O deslocamento pode ser feito via autoestrada A1 ou em confortáveis comboios (trens), em trajetos de duas horas, com valores a partir de €17,50. Mas Aveiro é muito mais do que bem localizada. Apelidada de Veneza portuguesa, tem dezenas de canais, barquinhos coloridos (os moliceiros), praias salinas e muita história.

Construções antigas e modernas chamam a atenção. Destaque para o Museu do Aveiro (av. de Santa Joana, 3810), com coleções de pinturas, esculturas, azulejos e joias antigas. A visita à Igreja de Jesus é imperdível: as capelas em barroco português são maravilhosas. Visitas à Sé de Aveiro, na Praça do Milênio, e à Igreja da Misericórdia também são indicadas. Outros atrativos são o Canal do Cojo, o Parque da Curia, a romântica Cascata da Cabreia, com quedas de 25m, e o Eco-museu Marinha da Troncalhada, que traz a história da extração de sal desde 959. Você não pode perder ainda a Reserva Natural de São Jacinto, uma região litorânea belíssima.

Aveiro, Beiras, Portugal.

Aveiro fica entre o Porto e próxima a Lisboa, sendo de fácil acesso a Coimbra. Foto: Wikimedia Commons

A culinária se destaca com os famosos ovos moles. O leitão à Bairrada e a vitela assada são tradicionais. Para a noite, escolha um dos animados bares da Praça do Peixe. E vale lembrar que a cidade é pequena, por isso, caminhe ou use as bicicletas gratuitas.

LEIA TAMBÉM