RECEITAS

O poder da chia: conheça os benefícios desta inovadora semente!

Chia é uma delícia, é saudável e ajuda no bem-estar! Conheça as propriedades nutricionais, saiba a quantidade ideal para consumo e como ela ajuda na dieta!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 25/07/2016 às 11:21
Atualizado às 19:29

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Com a aparência do gergelim e sem contraindicações, a chia pode incrementar várias receitas salgadas ou doces, inteira ou em forma de farinha, e ainda oferecer ao organismo vários nutrientes importantes.

Um coração formado por chia e uma colher cheia de chia.

FOTO: Shutterstock.com

Chia e bem-estar

De acordo com a nutricionista Fernanda Granja, dentre os inúmeros benefícios, os principais são seu poder anti-inflamatório e antiviral, além de proteger contra doenças cardiovasculares, câncer de pulmão e de estômago. “Ela também ajuda a aumentar a saciedade e reduz a vontade de comer doces, pois é rica em fibras”, acrescenta Dra. Fernanda. Rica também em cálcio, ferro e magnésio, a chia é importante na manutenção da saúde dos ossos, na construção do tecido muscular e no combate ao estresse.

SAIBA MAIS

Turbine sua dieta

Pão sem glúten

Linhaça emagrece? Saiba tudo sobre essa poderosa semente!

Ajuda a emagrecer?

“Seu poder de emagrecimento está relacionado à elevada quantidade de fibras solúveis e insolúveis que possui, que proporcionam sensação de saciedade. Quando as sementes entram em contato com a água, estas fibras formam uma espécie de gel no estômago, que faz com que a digestão ocorra de maneira mais lenta. Assim, a saciedade ocorre mais rapidamente e a pessoa acaba ingerindo porções menores de comida”, explica a nutricionista. Além disso, por possuir magnésio, ela favorece o correto funcionamento do metabolismo, ajudando a manter o peso.

Quanto por dia?

A especialista recomenda o consumo de 2 colheres (sobremesa) de chia diariamente. “Essa quantidade é suficiente para melhorar o funcionamento intestinal e reduzir a sensação de fome”, aconselha.

Texto: Carolina Brito

Consultoria: Dra. Fernanda Granja, nutricionista funcional