RECEITAS

5 motivos para adicionar brócolis no seu prato!

Cozinhe com brócolis e colha benefícios! Rico em vitaminas, detox e bom para dieta e para a saúde! O brócolis agrega nutrientes essenciais às suas receitas!

None
iStock/Gettyn Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/07/2016 às 08:39
Atualizado às 19:29

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Ingrediente principal ou secundário, não importa. Acrescentar o brócolis às receitas pode deixar suas refeições muito mais nutritivas, saborosas e até mais belas, por que não? Encontrado em duas versões, a ninja e a comum, elas têm poucas diferenças nutricionais. Dele se aproveita tudo, pois é um vegetal cujas folhas, flores e talos são comestíveis.

1. É bom para a dieta

Além de nutritivo e saboroso, o brócolis também é ótimo para aquela dieta básica, conforme explica a nutróloga Tamara Mazaracki, membro da Associação Brasileira de Nutrologia: “O brócolis, como a maioria dos vegetais, é essencial em qualquer programa de dieta e de alimentação saudável. Poucas calorias, muita fibra e nutrientes. Eles preenchem o estômago mais rápido e, assim, entra uma quantidade menor de alimentos mais calóricos”.

Prato com salada de brócolis.

iStock/Getty Images

2. É rico em nutrientes

Poucas calorias e muitas vitaminas fazem do brócolis um alimento rico em nutrientes. “Uma xícara (chá) de brócolis levemente cozido no vapor contém meras 50 calorias e 5 gramas de fibras. Mas é riquíssimo em vitamina K1 e vitamina A, mais cálcio e magnésio. É uma excelente fonte de mais de 20 diferentes nutrientes, incluindo proteína”, explica a nutróloga. Essa mistura de vitaminas contribui, entre outras coisas, para ossos fortes.

SAIBA MAIS

Frango com laranja e alecrim

Pastelzinho com bacon

Pastelão integral com queijo

Enformado com batata

3. Brócolis vai bem com tudo!

O brócolis melhora e protege a visão pois contém um carotenoide importante: a luteína, grande aliado contra doenças oculares. “Mas ele precisa ser consumido com uma fonte de gordura para aumentar a absorção desse nutriente”, avisa Mazaracki. Em uma salada temperada com azeite ou óleo de abacate, o brócolis também faz uma combinação perfeita. Outra sugestão é adicioná-lo a uma omelete, pois a dose do carotenoide também é potencializada. “A gema do ovo também é excelente fonte de luteína”, destaca a nutróloga.

Cumbuca com brócolis.

iStock/Gettyn Images

4. É fácil de escolher

Escolher o brócolis é fácil. O ideal é observar que o maço esteja bem fresco, com a cor verde intensa, firme e sem partes amareladas. Lembre-se: a versão congelada contém menos nutrientes que o legume fresco. E não esqueça-o na geladeira. Ele dura só quatro dias.

5. É detox!

A forma como o brócolis é cozido influencia diretamente nos seus benefícios nutricionais. O sulforafano, um fitoquímico presente no vegetal, aumenta a produção de enzimas que limpam o corpo. Isto ajuda a eliminar toxinas que envelhecem e desgastam o organismo, promovendo um verdadeiro detox. Quanto mais fresco o legume, mais sulforafano ele contém. Então, evite cozinhar muito e prefira preparar no vapor. Colocar as folhas no seu suco também é uma boa pedida. As folhas também podem ser usadas refogadas, acrescentadas em sopas ou suflês, e outros recheios.

Texto: Gabriel Pelosi

Consultoria: Tamara Mazaracki, nutróloga e membro da Associação Brasileira de Nutrologia