Conheça Maya Angelou, autora citada em discurso inspirador de ‘A Barraca do Beijo 2’

Reconhecida mundialmente, a escritora serve como referência para movimentos sociais e empoderamento feminino

Maya Angelou
Foto: Divulgação

Maya Angelou, autora dos livros ‘Poesia Completa‘ e ‘Eu Sei Por Que o Pássaro Canta na Gaiola‘, se fez presente em um discurso inspirador no final do filme A Barraca do Beijo 2, da Netflix. Na celebração de formatura de Elle Evans (Joey King) no Ensino Médio, a oradora usou uma frase de Maya para exaltar o poder feminino.

“Adoro ver uma garota sair e pegar o mundo pelo colarinho. A vida é uma vadia. Você tem que sair e arrasar – Maya Angelou”. A reação dos formandos foi um misto de surpresa e esperança. Conheça mais sobre a autora norte-americana, falecida em 2014, mas muito famosa em todo o mundo.

História de vida

Marguerite Annie Johnson, também conhecida como Maya, apelido dado pelo irmão, em referência ao termo em inglês “Mya sister” (minha irmã), nasceu em St. Louis, Missouri, em 4 de abril de 1928. Era a segunda filha de um porteiro e nutricionista da marinha e de uma enfermeira.

Ao completar três anos de idade, ela e seu irmão, de apenas quatro, enfrentaram a separação de seus pais, tendo que viajar sozinhos até o Arkansas, onde morariam com a avó paterna, Annie Henderson. A jovem senhora era dona de uma loja de artigos e possuía certo poder aquisitivo, diferente do restante dos afro-americanos daquele período.

Maya a usou como referência por toda sua vida. Aos oito anos, passou por um episódio que a marcaria profundamente ao ser violentada pelo namorado de sua mãe. Na época, acabou desenvolvendo um mutismo patológico que durou quase cinco anos.

Foi durante esse período que Maya Angelou começou a desenvolver uma memória incrível, a paixão pelos livros e pela literatura. Passou a observar tudo aquilo que estava o seu redor e anotar. Na casa da avó, conheceu a senhora Flowers, uma amiga da família e professora. Foi ela a responsável por ajudar a recuperar a fala da menina e, ainda, a apresentar grandes escritores.

Outro ponto relevante de sua vida é que, aos 17 anos, deu à luz seu filho e se viu obrigada a aceitar vários trabalhos para sustentá-lo, entre eles como prostituta e administrar um bordel. Com o passar dos anos foi conhecendo diversas pensadores, filósofos e artistas, que a ajudaram a perseguir seu talento e correr atrás do estrelato.

Em meados dos anos 1960, Maya Angelou se consolidava como escrita e confirmou seu pensamento com o ativismo social e a promoção dos direitos civis. Também começava a escrever sua primeira autobiografia, ‘I Know Why Caged Bird Sings‘ (Eu Sei Porque o Pássaro Canta na Gaiola), sobre seus primeiros anos de vida. Livro aclamado pela crítica e a primeira não ficção best-seller escrita por uma mulher afro-americana.

Ao longo de sua vida, Maya ainda publicou outros seis volumes de sua autobiografia: “Gather together in my name” (1974), “Singin’ and swingin’ and gettin’ merry like Christmas” (1976), “The heart of a woman” (1981), “All God’s children need traveling shoes” (1986), “A song flung up to heaven” (2002) e “Mom & me & mom (2013). O texto original de “On the pulse of morning” também se tornou um best-seller e foi lido pela escritora na cerimônia de posse de Bill Clinton, em 1993.

Angelou teve uma carreira altamente condecorada. Ganhou três Grammy Awards de “Melhor Álbum de Palavra Falada”, uma indicação ao Pulitzer, uma Medalha de Honra Presidencial por Obama e diversos títulos e reconhecimento honoríficos.

Maya Angelou faleceu em 28 de maio de 2014, aos 86 anos. Ela foi encontrada em casa, por sua enfermeira. Mesmo diante da idade avançada e alguns problemas de saúde, a escritora estava trabalhando em um novo livro, uma autobiografia contando suas experiências com líderes mundiais.

Livros e poesias

Atualmente, no Brasil, a editora Astral Cultural já publicou dois livros de Maya Angelou.

Eu sei por que o pássaro canta na gaiola

Capa do livro Eu sei por que os pássaros cantam na gaiola de Maya Angelou
Foto: Astral Cultural

Racismo, abuso e libertação. A vida de Marguerite Ann Johnson foi marcada por essas três palavras. As lembranças dolorosas e as descobertas de Angelou estão contidas e eternizadas nas páginas desta obra densa e necessária, dando voz aos jovens que um dia foram, assim como ela, fadados a uma vida dura e cheia de preconceitos. Adquira o seu!

Maya Angelou – Poesia Completa

Capa do livro Maya Angelou - Poesia Completa
Foto: Astral Cultural

Todas as suas frases poéticas, todos os seus versos comoventes podem ser encontrados nas páginas deste volume – de suas reflexões sobre a vida afro-americana à celebração revolucionária da condição da mulher negra. Adquira o seu!

Frases de sabedoria e reflexão

Quer conhecer um pouco mais do trabalho da escritora? Então, confira esses pequenos trechos que você não só poderá encontrar em seus livros, como sentirá aquela vontade de ler todas as suas obras.

1. “Toda vez que uma mulher se defende, sem nem perceber que isso é possível, sem qualquer pretensão, ela defende todas as mulheres.”

2. “Eu aprendi que as pessoas vão esquecer o que você disse e o que você fez, mas nunca esquecerão como você as fez sentir.”

3. “Você é a soma de tudo que já viu, ouviu, comeu, cheirou, disse, esqueceu – está tudo lá. Tudo influencia cada um de nós, e por isso eu tento ter certeza de que minhas experiências são positivas.”

4. “O preconceito é um fardo que confunde o passado, ameaça o futuro e torna o presente inacessível.”

5. “Eu desejo, como qualquer ser humano, sentir-me em casa onde quer que esteja.”

6. “Você pode me riscar da História Com mentiras lançadas ao ar. Pode me jogar contra o chão de terra. Mas ainda assim, como a poeira, eu vou me levantar.”

7. “Você não pode controlar todos os eventos que acontecem com você, mas pode decidir não ser afetado por eles.”

8. “Uma mulher em harmonia com seu espírito é como um rio fluindo. Ela vai onde vai sem pretensão e chega ao seu destino para ser ela mesma e somente ela mesma.”

9. “O amor exige tudo de nós, e sempre exigirá. Ainda assim, é só o amor que nos liberta.”

A Barraca do Beijo 2 também pode ser seu

E, se assim como nós, você adorou o filme e a citação de Maya Angelou, também vai amar ler cada página do livro escrito por Beth Reekles e ficar por dentro de toda a história.

Capa do livro A Barraca do Beijo 2
Foto: Astral Cultural

A obra também é uma publicação da Astral Cultural e pode ser adquirido em livrarias físicas ou on-line, pelo site da Amazon, por exemplo.

Leia também: