Você sabe qual o verdadeiro poder da fé? Descubra!

A ciência diz que ela é capaz de curar doenças e contribuir com a saúde e o bem-estar das pessoas, mas qual o verdadeiro poder da fé?

mulher-verdadeiro poder-fé
FOTO: Shutterstock Images

Pesquisadores vêm investigando a relação entre a espiritualidade com a melhora do bem-estar e da saúde das pessoas que acreditam em uma força superior, ou seja, tem fé.

E os resultados de diversas pesquisas científicas têm se mostrado positivos, comprovando os efeitos terapêuticos em quem possui uma crença religiosa, frequenta cultos, faz meditação ou apenas tem o hábito de rezar.

 

homem-reza-oração-fé- verdadeiro poder

FOTO: Reprodução

 

A fé como estudo

A partir da década de 80, diversas faculdades de medicina dos Estados Unidos abriram disciplinas voltadas aos benefícios biológicos da fé. Com isso, o aumento de estudos que relacionavam a religião, a espiritualidade e a saúde começaram a ser publicados em periódicos nas áreas de medicina, terapia ocupacional, saúde pública, sociologia, psicologia e até economia e direito.

Desde então, a religião passou a ter embasamento científico ao ser apontada como uma influência positiva na saúde física. Um exemplo disso é um estudo, feito em 1998, por pesquisadores da mente da Universidade Duke, dos Estados Unidos, com 87 pessoas diagnosticadas com depressão. A pesquisa constatou que tanto a psicoterapia quanto o tratamento com drogas funcionaram melhor nas pessoas que seguiam uma religião.

Mais atualmente, em 2012, Harold G. Koenig – psiquiatra apontado como um dos mais qualificados quando o assunto é fé, espiritualidade e ciência – revisou artigos científicos publicados entre 1872 a 2010 e os resumiu em um guia para o assunto, o Handbook of Religion and Health.

 

pray-rear-fé-oração

FOTO: Reprodução/ Legenda: “Pray” (tradução: rezar)

 

Durante a revisão, Harold verificou as relações entre religião/espiritualidade examinando com aspectos positivos e negativos da saúde física e mental. Veja alguns números que ele encontrou:

 

– 58% das pessoas diziam dispor de ótima saúde;
– 39% das pessoas reportaram menos dores;
– 63% das pessoas corriam menor risco de sofrer de doenças coronárias;
– 57% delas apresentava risco mais baixo de hipertensão;
– 55% tinham menos risco de desenvolver câncer;
– 57% corriam menos risco de desenvolver acidente vascular cerebral.

 

mulher-verdadeiro poder-fé

FOTO: Shutterstock Images

 

A partir daí, a conclusão é a de que a ciência é forçada a acreditar que existe, sim, muita racionalidade por trás das preces e orações dos fiéis, que acreditam que algo transcendente possa interferir nos tratamentos com a mesma eficiência que medicamentos testados em laboratórios.

 

LEIA TAMBÉM

 

Texto: Júlia Prado  Edição: Nathália Piccoli