Quais são os efeitos da gratidão em nosso cérebro?

Quais são os efeitos da gratidão em nosso cérebro?

Os sentimentos influenciam a forma como o corpo reage a diferentes situações. Conheça agora o funcionamento do cérebro em relação à gratidão

cerebro-textura
FOTO: Reprodução/Freepik

A neurociência explica que a gratidão é capaz de ativar o chamado sistema de recompensa do cérebro. Esse sistema está localizado no “núcleo accumbens”, uma região que tem a função de gerar prazer e estimular o bem-estar, causando, assim, satisfação e fortalecendo a autoestima. Além disso, existe outra questão que explica os benefícios da gratidão. Isso porque, quando o cérebro reconhece que algo de bom aconteceu – e você se sentiu agradecido por algo – acontece a liberação de dopamina, um neurotransmissor, ou seja, uma substância que transmite mensagens entre os neurônios. A dopamina também é responsável por ativar o núcleo accumbens.

FOTO: Reprodução

FOTO: Reprodução

Trata-se, realmente, de um sentimento poderoso. Além do sistema de recompensa e da dopamina, a gratidão também incentiva a liberação de ocitocina, por uma outra via neural. Essa substância é produzida pelo hipotálamo, uma parte do cérebro que impulsiona o afeto e oferece tranquilidade, além de reduzir sentimentos negativos como ansiedade e o medo. O hipotálamo é muito importante por ligar o sistema nervoso e o endócrino, o que acontece por meio da glândula pituitária – que libera a ocitocina na corrente sanguínea.

LEIA TAMBÉM

Texto: Érika Alfaro Edição: Ana Beatriz Garcia